Fusões no Cinema

“Fusões no Cinema” é o novo ciclo de cinema organizado pelos Caminhos do Cinema Português e o Centro de Estudos Cinematográficos.   Pela câmera o cinema comunica uma forma de olhar o mundo e uma determinada realidade. O manuseamento da toda a parafernália técnica e o domínio, da teoria e prática, de várias artes constrói a linguagem do cinema que nos possibilita cultivar a experiência individual e colectiva, com a vivência de outras personas num processo que resulta, acima de tudo, de um processo de produção cultural colectiva. À semelhança de outras artes, também a produção cinematográfica é um constante dilema recheado de questões definidoras do seu carácter onde a inclusão dos métodos de desenvolvimento dentro das narrativas, provoca o espectador de diferentes formas.
Centro de Estudos Cinematográficos

Fusões no Cine­ma” é o novo ciclo de cine­ma orga­ni­za­do pelos Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês e o Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos.

cartaz-ciclo-banner-web

Pela câme­ra o cine­ma comu­ni­ca uma for­ma de olhar o mun­do e uma deter­mi­na­da rea­li­da­de. O manu­se­a­men­to da toda a para­fer­ná­lia téc­ni­ca e o domí­nio, da teo­ria e prá­ti­ca, de vári­as artes cons­trói a lin­gua­gem do cine­ma que nos pos­si­bi­li­ta cul­ti­var a expe­ri­ên­cia indi­vi­du­al e colec­ti­va, com a vivên­cia de outras per­so­nas num pro­ces­so que resul­ta, aci­ma de tudo, de um pro­ces­so de pro­du­ção cul­tu­ral colec­ti­va. À seme­lhan­ça de outras artes, tam­bém a pro­du­ção cine­ma­to­grá­fi­ca é um cons­tan­te dile­ma reche­a­do de ques­tões defi­ni­do­ras do seu carác­ter onde a inclu­são dos méto­dos de desen­vol­vi­men­to den­tro das nar­ra­ti­vas, pro­vo­ca o espec­ta­dor de dife­ren­tes for­mas.

Com­pre­en­der os pro­ces­sos de pro­du­ção do cine­ma e a for­ma encan­ta­tó­ria des­ta arte dota o espec­ta­dor dos mei­os neces­s­sá­ri­os para sair da imer­são da nar­ra­ti­va, mas tam­bém pro­por­ci­o­na as fer­ra­men­tas neces­sá­ri­as para explo­rar os limi­tes da lin­gua­gem cine­ma­to­grá­fi­ca.

Num con­jun­to de vári­os ciclos temá­ti­cos pre­ten­de­mos exi­bir e dis­cu­tir, as vári­as fusões artís­ti­cas, cul­tu­rais, soci­ais e tec­no­ló­gi­cas que se apre­sen­tam nas vári­as cine­ma­to­gra­fi­as com espe­ci­al des­ta­que para a cine­ma­to­gra­fia naci­o­nal. Este ciclo terá duas par­tes, uma em dezem­bro e a pri­mei­ra par­te irá decor­r­rer já este mês entre dia 4 de Outu­bro e 3 de Novem­bro no Mini- Audi­tó­rio Sal­ga­do Zenha na Asso­ci­a­ção Aca­dé­mi­ca de Coim­bra.

Have­rá ses­sões que inclu­em obras por­tu­gue­sas e inter­na­ci­o­nais que pas­sa­ram  pelas mãos dos pro­gra­ma­dos do Fes­ti­val Cami­nhos, todas as Ter­ças e Quin­ta-fei­ras da sema­na com duas exi­bi­ções por dia, às 18h30 e às 22h00.

Este ciclo temá­ti­co está dedi­ca­do às fusões das artes no cine­ma e pre­ten­de divul­gar e fazer che­gar ao públi­co conim­bri­cen­se obras que trans­mi­tem a diver­si­da­de da cul­tu­ra cine­ma­to­grá­fi­ca con­tem­po­râ­nea e sobre­tu­do por­tu­gue­sa.

Entra­da é gra­tui­ta.

Programação

Ter­ça-Fei­ra, 4 de Outu­bro

18h30
Otor­ri­no­la­rin­go­lo­gis­ta de André Perei­ra
Fear de Michal Blas­ko
Secre­ci­es de Kat­ja Ben­rath
#Lin­go de Vicen­te Niro

22h00
Las Malas Len­guas de Juan Pau­lo Laser­na

Quin­ta-Fei­ra, 6 de Outu­bro

18h30
Lard Zone de Sér­gio Car­va­lho
Apol­lo, Daph­ne and dark­ness de Mar­ti­na Mra­zo­va
Eyes Wide de Lin Yi-Chu­ang

22h00
O Retra­to de Edu­ar­do Bre­da

Ter­ça-Fei­ra, 11 de Outu­bro

18h30
Sce­nes from a behe­a­ding de Vin­nie De Craim
Luma de Sohi­ni Tal
Tra­ma de Lui­sa Neves Soa­res
Some of Us de Anja Kavic

22h00
Cró­ni­cas de San­ta Cruz de Tia­go Cra­vi­dão

Quin­ta-Fei­ra, 13 de Outu­bro

18h30
Ram­ble de Andre­as Ramm
Ite­ran­ce de Sér­gio Miguel Sil­va
Tiny Lit­tle Deli­ca­te Foreign Cas­tles de Rob Key
A Use­less Fic­ti­on de Che­ong Kin Man

22h00
Ilu­são de Sofia Mar­ques

Ter­ça-Fei­ra, 18 de Outu­bro

18h30
In Your Eyes de Juli­en Arnal
Inter­vi­ew to my Mother de Edu­ar­do Esqui­vel
No One at that Pla­ce de Seung-Hye­ob Kim

22h00
As Mil e uma Noi­tes — Volu­me 1, O Inqui­e­to de Miguel Gomes

Quin­ta-Fei­ra, 20 de Outu­bro

18h30
Within Thy Walls de Omer Sha­ron e Dani­el­la Sch­nit­zer
Steg­na de Kons­tan­ti­nos Gian­na­ko­pou­los
Bom Dia, Ale­gria! de João Lou­ren­ço

22h00
A Reli­gi­o­sa Por­tu­gue­sa de Eugè­ne Gre­en

Ter­ça-Fei­ra, 25 de Outu­bro

18h30
Test de Oren Ger­ner
Memó­ri­as de um Fil­me de Tia­go Resen­de
Nun­ca é Tar­de de Luís Matos

22h00
Aque­le Que­ri­do Mês de Agos­to de Miguel Gomes

Quin­ta-Fei­ra, 27 de Outu­bro

18h30
A Direc­ta de Bea­triz Lick­fold
Espa­ço Memó­ria – Tipo­gra­fia Popu­lar do Sei­xal de Mário Che­fe Sir­ga­do
Isa de Patrí­cia Vidal Del­ga­do

22h00
Lei da Gra­vi­da­de de Tia­go Rosa-Ros­so e André Tor­res
João Bénard Da Cos­ta — Outros Ama­rão as Coi­sas que Eu Amei de Manu­el Mozos

Ter­ça-Fei­ra, 1 de de novem­bro

18h30
Fau­nethic de Véro­ni­que Girard, Marie-Josée Dou­tre e Marie-Hélè­ne Cour­noyer
I am Under Cons­truc­ti­on de Ennya Lar­mit
Vila Do Con­de Esprai­a­da de Miguel Cla­ra Vas­con­ce­los

22h00
Irmãos de Pedro Maga­no

Quin­ta-Fei­ra, 3 de Novem­bro

18h30
La Val­se de João Bote­lho
To Get In de Anna Sarukha­no­va

22h00
Gip­so­fi­la de Mar­ga­ri­da Lei­tão

Ter­ça-Fei­ra, 8 de de Novem­bro

18h30

Gran­des Espe­ran­ças de Miguel Mar­ques

22h00

Mulhe­res Traí­das de Miguel Mar­ques

Quin­ta-Fei­ra,  10 de Novem­bro

18h30

Nós na Rua de Luís Mar­ga­lhau

 

Enre­gis­trer

Enre­gis­trer