PORTUGUESES COMPETEM NO VISIONS DU RÉEL" />PORTUGUESES COMPETEM NO VISIONS DU RÉEL">PORTUGUESES COMPETEM NO VISIONS DU RÉEL"/>

PORTUGUESES COMPETEM NO VISIONS DU RÉEL

LONGE DA AMAZÓNIA, de Francisco Carvalho, e A VIDA AQUI, ESTÁ VISTA?, de Filipe Carvalho, competem na categoria de curtas-metragens, da Competição Internacional do Festival.

VACAS E RAINHAS, de Laura Marques, e HELLO CINTA PERTAMAKU, CÂMBIO E DESLIGO, de Daniel Donato, foram também selecionadas para a secção não competitiva "Opening Scenes", dedicada a primeiras curtas-metragens e trabalhos de escola.

LONGE DA AMAZÓNIA, de Fran­cis­co Car­va­lho, e A VIDA AQUI, ESTÁ VISTA?, de Fili­pe Car­va­lho, com­pe­tem na cate­go­ria de cur­tas-metra­gens, da Com­pe­ti­ção Inter­na­ci­o­nal do Fes­ti­val.

VACAS E RAINHAS, de Lau­ra Mar­ques, e HELLO CINTA PERTAMAKU, CÂMBIO E DESLIGO, de Dani­el Dona­to, foram tam­bém sele­ci­o­na­das para a sec­ção não com­pe­ti­ti­va “Ope­ning Sce­nes”, dedi­ca­da a pri­mei­ras cur­tas-metra­gens e tra­ba­lhos de esco­la.

A pre­sen­ça por­tu­gue­sa no Visi­ons du Réel é com­ple­men­ta­da pela par­ti­ci­pa­ção do pro­du­tor João Matos no júri da Com­pe­ti­ção Inter­na­ci­o­nal “Bur­ning Lights” — dedi­ca­da a novos voca­bu­lá­ri­os e expres­sões – e pela inclu­são de qua­tro obras com pro­du­ção ou copro­du­ção por­tu­gue­sa no Media Library, catá­lo­go de fil­mes da sec­ção do fes­ti­val dedi­ca­da ao mer­ca­do: TE ENTIENDO, de Vitor Hugo Cos­ta; CRU, de Car­los Ruiz; ON EXILE, ELSEWHERE WITHIN HERE, de José Car­los Tei­xei­ra; e A ROOF IN COMMON, de Fan Wu.

A 49.ª edi­ção do Visi­ons du Réel vai mos­trar 174 fil­mes, de 53 paí­ses, 78 dos quais em estreia mun­di­al. Conhe­ça o pro­gra­ma com­ple­to.

Fon­te.