Participação portuguesa em Cannes

De acordo com a Seleção Oficial apresentada pelo Festival de Cinema de Cannes para a sua 71,ª edição, o programa inclui as obras CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS, de João Salaviza e Renée Nader Messora, O GRANDE CIRCO MÍSTICO, de Carlos Diegues, O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE, de Terry Gilliam, e A ILHA DOS AMORES, de Paulo Rocha.

De acor­do com a Sele­ção Ofi­ci­al apre­sen­ta­da pelo Fes­ti­val de Cine­ma de Can­nes para a sua 71,ª edi­ção, o pro­gra­ma inclui as obras CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS, de João Sala­vi­za e Renée Nader Mes­so­ra, O GRANDE CIRCO MÍSTICO, de Car­los Die­gues, O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE, de Ter­ry Gil­li­am, e A ILHA DOS AMORES, de Pau­lo Rocha.

O fil­me de João Sala­vi­za e Renée Nader Mes­so­ra esta­rá em com­pe­ti­ção na sec­ção Un Cer­tain Regard, e A ILHA DOS AMORES, de Pau­lo Rocha, será exi­bi­do na sec­ção Can­nes Clas­sics, numa cópia recen­te­men­te res­tau­ra­da pela Cine­ma­te­ca Por­tu­gue­sa-Museu do Cine­ma, repre­sen­tan­do o regres­so do fil­me ao Fes­ti­val, 36 anos depois de ter tido a sua estreia no mes­mo. As copro­du­ções O GRANDE CIRCO MÍSTICO, do bra­si­lei­ro Car­los Die­gues, e O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE, de Ter­ry Gil­li­am, foram sele­ci­o­na­das para sec­ção Spe­ci­al Scre­e­nings e como fil­me de encer­ra­men­to do Fes­ti­val, res­pe­ti­va­men­te.

Tam­bém em com­pe­ti­ção, na 57.ª Semai­ne de la Cri­ti­que, um dos pro­gra­mas para­le­los do Fes­ti­val de Cine­ma de Can­nes, que decor­re de 9 a 17 de maio, vão estar a lon­ga-metra­gem DIAMANTINO, de Gabri­el Abran­tes e Dani­el Sch­midt, e a cur­ta-metra­gem AMOR, AVENIDAS NOVAS, de Duar­te Coim­bra.

Ain­da no que se refe­re aos pro­gra­mas para­le­los do Fes­ti­val, des­ta­que para a pro­gra­ma­ção espe­ci­al ACID TRIP#2 PORTUGAL, leva­da a cabo pela Asso­ci­a­ção Por­tu­gue­sa de Rea­li­za­do­res, a con­vi­te da ACID – Asso­ci­a­ti­on du Ciné­ma Indé­pen­dant pour sa Dif­fu­si­on, orga­ni­za­do­ra do even­to. O pro­gra­ma con­ta com a exi­bi­ção dos fil­mes COLO, de Tere­sa Vil­la­ver­de, TERRA FRANCA, de Leo­nor Teles, e VERÃO DANADO, de Pedro Cabe­lei­ra, e ain­da com uma série de mesas redon­das sobre o cine­ma por­tu­guês.

A 71.ª edi­ção do Fes­ti­val de Cine­ma de Can­nes decor­re entre 8 e 19 de maio, em Can­nes, Fran­ça.

Fon­te.