Parque Mayer” é o mais nomeado para os Prémios Sophia do cinema português

A lon­ga-metra­gem de Antó­nio-Pedro Vas­con­ce­los reco­lheu 15 nome­a­ções.

Cinema Portugus

A longa-metragem de Antnio-Pedro Vasconcelos recolheu 15 nomeaes.

A ses­são de apre­sen­ta­ção dos nome­a­dos aos Pré­mi­os Sophia 2019 decor­reu duran­te a tar­de des­ta quar­ta-fei­ra, na Cine­ma­te­ca Por­tu­gue­sa. Cou­be aos ato­res Ana Padrão e Igor Regal­la divul­ga­rem a lis­ta dos nome­a­dos nas 23 cate­go­ri­as bem como os nomes dos dois home­na­ge­a­dos do Pré­mio Car­rei­ra 2019 – Lia Gama e Pedro Éfe.
“Par­que Mayer”, de Antó­nio-Pedro Vas­con­ce­los foi a lon­ga-metra­gem mais nome­a­da apa­re­cen­do por 15 vezes na lis­ta­gem da Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma. Seguem-se “Pedro e Inês”, com 10 nome­a­ções, “Caba­ret Maxi­me” e “Rai­va”, com nove cada.

A 7ª ceri­mó­nia de entre­ga dos Pré­mi­os Sophia 2019 rea­li­za-se a 24 de mar­ço, no Casi­no Esto­ril.
É a seguin­te a rela­ção com­ple­ta de nome­a­dos:

Melhor Fil­me

“Caba­ret Maxi­me”, BA FILMES

“Par­que Mayer”, MGN Fil­mes

“Rai­va”, Faux

“Sol­da­do Milhões”, Ukbar Fil­mes

Melhor Rea­li­za­dor

Antó­nio Fer­rei­ra – “Pedro e Inês”

Antó­nio-Pedro Vas­con­ce­los – “Par­que Mayer”

Bru­no de Almei­da – “Caba­ret Maxi­me”

Sér­gio Tré­faut – “Rai­va”


Melhor Atriz Prin­ci­pal

Ana Padrão – “Caba­ret Maxi­me”

Dani­e­la Mel­chi­or – “Par­que Mayer”

Isa­bel Ruth – “Rai­va”

Joa­na de Vero­na – “Pedro e Inês”



Melhor Ator Prin­ci­pal

Adri­a­no Car­va­lho – “Vazan­te”

Dio­go Ama­ral – “Pedro e Inês”

Fran­cis­co Fro­es – “Par­que Mayer”

Hugo Ben­tes – “Rai­va”



Melhor Atriz Secun­dá­ria

Ale­xan­dra Len­cas­tre – “Par­que Mayer”

Ana Bus­torff – “Ruth”

Bea­triz Batar­da – “Colo”

Car­la Maci­el — Par­que Mayer



Melhor Ator Secun­dá­rio

Adri­a­no Luz – “Rai­va”

Cris­tó­vão Cam­pos – “Pedro e Inês”

Dmi­try Bogo­mo­lov – “Car­ga”

Miguel Gui­lher­me – “Par­que Mayer”

Melhor Série/Telefilme

“3 Mulhe­res”, de Fer­nan­do Ven­drell – David e Goli­as

“Cir­co Paraís”, de Tia­go Alva­rez Mar­ques – Ven­de-se Fil­mes

“Sara”, de Mar­co Mar­tins – Minis­té­rio dos Fil­mes

“Sol­da­do Milhões”, de Jor­ge Pai­xão da Cos­ta e Gon­ça­lo Gal­vão Teles – Ukbar Fil­mes

Melhor Argu­men­to Adap­ta­do

Antó­nio Fer­rei­ra e Gló­ria M. Fer­rei­ra, adap­ta­do do livro A Tran­ça de Inês de Rosa Loba­to de Faria – “Pedro e Inês”

Car­los Sabo­ga, adap­ta­do de livro Negro De Padre Dinis de Cami­lo Cas­te­lo Bran­co – “O Cader­no Negro”

João Mila­gre e Fáti­ma Ribei­ro, adap­ta­do a par­tir da obra de Vir­gí­lio Fer­rei­ra – “Apa­ri­ção”

Sér­gio Tré­faut, Fáti­ma Ribei­ro, adap­ta­do da obra Sea­ra de Ven­to de Manu­el da Fon­se­ca – “Rai­va”



Melhor Argu­men­to Ori­gi­nal

Bru­no de Almei­da e John Frey – “Caba­ret Maxi­me”

Jor­ge Pai­xão da Cos­ta e Mário Bote­qui­lha – “Sol­da­do Milhões”

Leo­nor Pinhão – “Ruth”

Tia­go R. San­tos – “Par­que Mayer”

Melhor Ban­da Sono­ra Ori­gi­nal

José M. Afon­so – “Par­que Mayer”

Luís Pedro Madei­ra – “Pedro e Inês”

Manu­el João Viei­ra – “Caba­ret Maxi­me”

The Legen­dary Tiger­man – “Ruth”

Melhor Can­ção Ori­gi­nal

“Ara­bic Soul” — Letra e músi­ca Tomás Gomes – “Colo”

“Cudin” — Com­po­si­ção por Miguel Morei­ra aka Tibars e Vas­co Via­na – “Djon Áfri­ca”

“Due­lo Ao Sol” — Com­po­si­ção por Xutos e Pon­ta­pés – “Linhas de San­gue”

“Liber­da­de e Ale­gria” — Letra: Antó­nio-Pedro Vas­con­ce­los, músi­ca: José M. Afon­so – “Par­que Mayer”



Melhor Dire­ção de Foto­gra­fia

Acá­cio de Almei­da – “Rai­va”

José Antó­nio Lou­rei­ro – “Sol­da­do Milhões”

Pau­lo Cas­ti­lho – “Pedro e Inês”

Rui Poças – “ZAMA

Melhor Mon­ta­gem

Antó­nio Fer­rei­ra – “Pedro e Inês”

Bru­no De Almei­da e Pedro Ribei­ro – “Caba­ret Maxi­me”

João Braz – “Sol­da­do Milhões”

Pedro Ribei­ro – “Par­que Mayer”


Melhor Maqui­lha­gem e Cabe­los

Abi­gail Macha­do e Mário Leal – “Par­que Mayer”

Emma­nu­el­le Fèvre – “Rai­va”

Maria José Sil­ves­tre – “Ruth”

Nuno Este­ves “Blue” – “Caba­ret Maxi­me”

Melhor Guar­da Rou­pa

Joa­na Car­do­so – “Sol­da­do Milhões”

Lucha D’Orey – “Ruth”

Maria Gon­za­ga – “Par­que Mayer”

Síl­via Gra­bows­ki – “Pedro e Inês”

Melhor Som

Oli­vi­er Blanc, Bru­no Tar­riè­re – “Rai­va”

Pedro Melo, Bran­ko Nes­kov, Ivan Nes­kov e Elsa Fer­rei­ra – “Sol­da­do Milhões”

Pedro Melo & Miguel Mar­tins – “Caba­ret Maxi­me”

Vas­co Pedro­so, Bran­ko Nes­kov, Elsa Fer­rei­ra – “Par­que Mayer”

Melhor Dire­ção Artís­ti­ca

Cla­ra Vinhais – “Par­que Mayer”

Isa­bel Bran­co – “O Cader­no Negro”

Joa­na Car­do­so – “Sol­da­do Milhões”

João Tor­res – “Caba­ret Maxi­me”

Melho­res Efei­tos Especiais/Caracterização



Fili­pe Perei­ra e Manu­el Jor­ge – “Sol­da­do Milhões”

Júlio Alves – “Pedro e Inês”

Olga José – “Car­ga”

Rita De Cas­tro E Nuno Este­ves “Blue” – “Linhas de San­gue”



Melhor Docu­men­tá­rio em Lon­ga-Metra­gem

“Cor­res­pon­dên­ci­as”, de Rita Aze­ve­do Gomes

“Dou­to­res Palha­ços”, de Hél­der Faria e Ber­nar­do Lopes

“Luz Obs­cu­ra”, de Susa­na Sou­sa Dias

“O Labi­rin­to da Sau­da­de”, de Miguel Gon­çal­ves Men­des



Melhor Docu­men­tá­rio em Cur­ta-Metra­gem

“Kids Sapi­ens Sapi­ens”, de Antó­nio Alei­xo

“Pele de Luz”, de André Gui­o­mar

“Rus­sa”, de João Sala­vi­za e Ricar­do Alves Jr.

“Som­bra Lumi­no­sa”, de Mari­a­na Caló e Fran­cis­co Quei­ma­de­la

Melhor Cur­ta-Metra­gem de Fic­ção

“Aqua­par­que”, de Ana Morei­ra

“Como Fer­nan­do Pes­soa Sal­vou Por­tu­gal”, de Eugè­ne Gre­en

“Sle­epwalk”, de Fili­pe Melo

“Ter­ra Ama­re­la”, de Dinis M. Cos­ta



Cur­ta-Metra­gem de Ani­ma­ção



“Agou­ro”, de David Dou­tel e Vas­co Sá

“Entre Som­bras”, de Móni­ca San­tos e Ali­ce Gui­ma­rães

“Por­que É Este O Meu Ofí­cio”, de Pau­lo Mon­tei­ro

“Razão Entre Dois Volu­mes”, de Cata­ri­na Sobral

Pré­mio Sophia Estu­dan­te

“Bru­ma”, de Sofia Cachim, Dani­e­la San­tos, Gabri­el Pei­xo­to e Móni­ca Cor­reia – Esco­la das Artes — Univ Cató­li­ca Por­tu­gue­sa

“No Fim do Mar”, de João Mon­tei­ro — ESAP — Esco­la Supe­ri­or Artís­ti­ca do Por­to

“O Cha­péu”, de Ale­xan­dra Allen — Ins­ti­tu­to Poli­téc­ni­co do Cáva­do e do Ave

“Ter­ra Ardi­da”, de Fran­cis­co Romão — ETIC

por
publi­ca­do 19:24 — 27 feve­rei­ro ’19

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Portugus

Fon­te.