Filmes portugueses premiados no FID Marseille

RAPOSA, de Leo­nor Noi­vo, inte­grou a Com­pe­ti­ção Inter­na­ci­o­nal do Fes­ti­val fran­cês, ten­do rece­bi­do duas Men­ções Espe­ci­ais, uma no Pré­mio Geor­ges de Beau­re­gard e outra no Pré­mio Mar­seil­le Espe­ran­ce.

DANSES MACABRES, SQUELETTES, ET AUTRES FANTAISIES, uma copro­du­ção Fran­ça, Por­tu­gal Suí­ça, rea­li­za­da por Rita Aze­ve­do Gomes, Pier­re Léon e Jean-Louis Sche­fer, rece­beu uma Men­ção Espe­ci­al no Gran­de Pré­mio da Com­pe­ti­ção Naci­o­nal.

RAPOSA, de Leo­nor Noi­vo, inte­grou a Com­pe­ti­ção Inter­na­ci­o­nal do Fes­ti­val fran­cês, ten­do rece­bi­do duas Men­ções Espe­ci­ais, uma no Pré­mio Geor­ges de Beau­re­gard e outra no Pré­mio Mar­seil­le Espe­ran­ce.

DANSES MACABRES, SQUELETTES, ET AUTRES FANTAISIES, uma copro­du­ção Fran­ça, Por­tu­gal Suí­ça, rea­li­za­da por Rita Aze­ve­do Gomes, Pier­re Léon e Jean-Louis Sche­fer, rece­beu uma Men­ção Espe­ci­al no Gran­de Pré­mio da Com­pe­ti­ção Naci­o­nal.

A 30.ª edi­ção do FID Mar­seil­le decor­reu de 09 a 15 de julho de 2019. Conhe­ça o Pal­ma­rés com­ple­to.

Fon­te.