Todos os artigos de cec

O CEC - Centro de Estudos Cinematográficos - promove a “Sétima Arte” organizando ciclos, programando palestras ou editando cadernos, e divulga autores e filmografias que, apesar da sua qualidade, são marginais à política das distribuidoras nacionais. Além de Cineclube Universitário tem também uma vertente de formação na área dos audiovisuais, bem como uma vertente técnica que lhe permite fazer a cobertura em vídeo dos eventos mais importantes da Associação e da vida universitária em geral. Promove ainda a produção e realização de curtas e medias metragens no formato vídeo.

Nunca é Tarde’ seleccionado na 7.ª edição do FARCUME

O per­cur­so de ‘Nun­ca é Tar­de’ pelos fes­ti­vais de cine­ma con­ti­nua. Depois de Avan­ca, Figuei­ra da Foz, Fama­li­cão, Coim­bra e Lei­ra, pas­san­do pri­mei­ro por Mul­va­ne no esta­do do Kan­sas, eis que o fil­me che­ga a Faro. A cur­ta-metra­gem pro­du­zi­da no âmbi­to da 4.ª do Cur­so de Cine­ma Cine­ma­lo­gia ‘da ideia ao fil­me’ pro­mo­vi­do pelo Fes­ti­val Cami­nhos Cine­ma Por­tu­guês, foi selec­ci­o­na­da pelo FARCUME — Fes­ti­val Inter­na­ci­o­nal de Cur­tas-Metra­gens de Faro -con­jun­ta­men­te com outros 58 tra­ba­lhos pro­ve­ni­en­te de 17 paí­ses, na cate­go­ria de Fic­ção. A séti­ma edi­ção des­te fes­ti­val rea­li­zar-se-á de 21 a 26 de de Agos­to.

+ em: ‘Nun­ca é Tar­de’ selec­ci­o­na­do na 7.ª edi­ção do FARCUME

Call for Movies

Encon­tram-se aber­tas as ins­cri­ções para a 23.ª Edi­ção do Fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês. Entre o dia 20 de Julho e o dia 10 de Setem­bro pode­rão ser sub­me­ti­das via Film­Fre­eway as obras para a Selec­ção Cami­nhos e Selec­ção Ensai­os.

O Fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês tem sido, des­de 1988, um dos prin­ci­pais refe­ren­tes no pano­ra­ma cine­ma­to­grá­fi­co naci­o­nal. Apre­sen­tan­do-se como o úni­co fes­ti­val dedi­ca­do ao cine­ma por­tu­guês em todas as suas ver­ten­tes (pro­je­tos finais de esco­las de cine­ma, ani­ma­ção, docu­men­tá­rio, cur­ta-metra­gem e lon­ga-metra­gem), mos­tra-se como a der­ra­dei­ra mon­tra das obras cine­ma­to­grá­fi­cas que anu­al­men­te são pro­du­zi­das em Por­tu­gal.

Este even­to é a opor­tu­ni­da­de de jun­tar cri­a­do­res e espec­ta­do­res num úni­co espa­ço de inte­rac­ção artís­ti­ca, um local onde se pode acom­pa­nhar na pri­mei­ra pes­soa a evo­lu­ção da indús­tria cine­ma­to­grá­fi­ca naci­o­nal.

Abri­mos o even­to a Juni­o­res, Seni­o­res, Esco­las de Cine­ma, edi­to­ras e livrei­ros – a toda a pro­du­ção por­tu­gue­sa naci­o­nal -, pro­por­ci­o­nan­do um espa­ço de união das artes pelo Cine­ma, o qual é fes­te­ja­do em cada uma das nos­sas edi­ções.