Todos os artigos de cec

O CEC - Centro de Estudos Cinematográficos - promove a “Sétima Arte” organizando ciclos, programando palestras ou editando cadernos, e divulga autores e filmografias que, apesar da sua qualidade, são marginais à política das distribuidoras nacionais. Além de Cineclube Universitário tem também uma vertente de formação na área dos audiovisuais, bem como uma vertente técnica que lhe permite fazer a cobertura em vídeo dos eventos mais importantes da Associação e da vida universitária em geral. Promove ainda a produção e realização de curtas e medias metragens no formato vídeo.

O MUNDO À NOSSA VOLTA: CINEMA, CEM ANOS DE JUVENTUDE

p.p1 {mar­gin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 14.0px Ari­al; -web­kit-text-stro­ke: #000000}p.p2 {mar­gin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 14.0px Ari­al; -web­kit-text-stro­ke: #000000; min-height: 16.0px}p.p3 {mar­gin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; line-height: 16.9px; font: 14.0px Ari­al; -web­kit-text-stro­ke: #000000}span.s1 {font-ker­ning: none}span.s2 {text-deco­ra­ti­on: under­li­ne ; font-ker­ning: none}Vários jovens por­tu­gue­ses, com ida­des com­pre­en­di­das entre os 11 e os 18 anos, vão apre­sen­tar na sala Hen­ri Lan­glois da Cine­ma­te­ca Fran­ce­sa, nos dias 7, 8 e 9 de junho de 2017, os fil­mes-ensaio que resul­ta­ram do tra­ba­lho de ini­ci­a­ção ao cine­ma em que par­ti­ci­pa­ram este ano.

Os alu­nos vão até Paris em repre­sen­ta­ção de todos os que par­ti­ci­pa­ram no pro­gra­ma peda­gó­gi­co Cine­ma, cem anos de juven­tu­de, em esco­las de Lis­boa, Moi­ta, Mér­to­la e Ser­pa. Os jovens irão par­ti­lhar […]

VENCEDORES DA 14ª EDIÇÃO DA MIFEC

O Júri da 14.ª Mos­tra Inter­na­ci­o­nal deFil­mes de Esco­las de Cine­ma atri­buiu o Gran­de Pré­mio a THE SOUND OF CONCRETE, rea­li­za­do por Ist­ván Kovács, da SZFE BUDAPEST ?Uni­ver­sity of The­a­tre and Film Arts Buda­pest, na Hun­gria.

O Pré­mio Espe­ci­al do Júri foi para­RO­O­MA­TES, de Titas Lau­ci­as, da LMTA ? Lithu­a­ni­an Aca­demy of The­a­tre and Music,na Lituâ­nia. O pré­mio de Melhor Fil­me Por­tu­guês foi para WE ARE DESPERATE, de Joa­na Maria Sou­sa, da ULHT ? Uni­ver­si­da­de Lusó­fo­na deHu­ma­ni­da­des e Tec­no­lo­gi­as. SEX, PIPE AND OMELETTE, de Ana Maria Coma­nes­cu, daU­NATC ? Nati­o­nal Uni­ver­sity of The­a­tre and Film, na Romé­nia, ganhou o pré­mio deMe­lhor Argu­men­to.

O Júri do MIFEC 2017 foi cons­ti­tuí­do por­Li­li­ia Nem­chen­ko, da Rús­sia; Anas­ta­sia Coda, da Mol­dá­via; Alfon­so Pala­zón, de Espa­nha; Rita Capu­cho, de Por­tu­gal e Ana­be­la Oli­vei­ra, tam­bém de Por­tu­gal.

Con­sul­te todos […]

Nuno Garcia encerra a 6.ª edição do curso ‘cinemalogia’ com o módulo de “Colour Grading”

“Colour Gra­ding” é o pro­ces­so de alte­rar e melho­rar a cor de uma ima­gem, fixa ou em movi­men­to, atra­vés de pro­ces­sos foto-quí­mi­cos, elec­tró­ni­cos ou digi­tais. Nes­te pro­ces­so é pos­sí­vel melho­rar ou até repa­rar a ima­gem obti­da aquan­do das roda­gens ou ain­da intro­du­zir efei­tos sobre o pla­no. O seu pro­pó­si­to é aju­dar a cri­ar ou refor­çar o ambi­en­te nar­ra­ti­vo do fil­me na esté­ti­ca dos qua­dros que atra­ves­sam uma obra cine­ma­to­grá­fi­ca.
Nos dias 10 e 11 de Junho, o cur­so cine­ma­lo­gia, rece­be o colo­ris­ta Nuno Gar­cia que irá coor­de­nar a for­ma­ção nes­ta fase de tra­ba­lho da pós-pro­du­ção da cur­ta-metra­gem “A Cos­tu­rei­ri­nha”. As ins­cri­ções con­ti­nu­am dis­po­ní­veis em www.caminhos.info/cinemalogia-ins

+ em: Nuno Gar­cia encer­ra a 6.ª edi­ção do cur­so ‘cine­ma­lo­gia’ com o módu­lo de “Colour Gra­ding”

DOCLISBOA REALIZA SESSÃO ESPECIAL EM PEDRÓGÃO GRANDE

O Doclis­boa asso­ci­ou-se à Câma­ra Muni­ci­pal de Pedró­gão Gran­de e rea­li­za, de 6 a 10 de junho, cin­co dias de exten­são do fes­ti­val. A pro­gra­ma­ção inclui a exi­bi­ção de cin­co fil­mes, apre­sen­ta­dos na edi­ção do Doclis­boa de 2016, e duas ofi­ci­nas para cri­an­ças leva­das a cabo pelo pro­je­to edu­ca­ti­vo Docs4kids.
As ses­sões de cine­ma inclu­em os fil­mes A COUNTER-LESSON IN ECONOMICS, de Richard Brouil­let­te; CALABRIA, de Pier­re-Fran­çois Sau­ter; 300 MILES, de Orwa Al Mok­dad; BOWIE, MAN WITH A HUNDRED FACE OR THE PHANTOM OF HÉROUVILLE, de Gaë­tan Cha­taig­ner e Chris­tophe Con­te; LO AND BEHOLD, REVERIES OF THE CONNECTED WORLD, de Wer­ner Her­zog.

A Fábrica de Nada premiado em Cannes

A Fede­ra­ção Inter­na­ci­o­nal de Crí­ti­cos de Cine­ma (FIPRESCI) dis­tin­guiu o tra­ba­lho do rea­li­za­dor por­tu­guês com a atri­bui­ção do Pré­mio Inter­na­ci­o­nal dos Crí­ti­cos, no fes­ti­val de Cine­ma de Can­nes.

De sali­en­tar, igual­men­te, que, de acor­do com os dados reco­lhi­dos no decor­rer no Fes­ti­val de Can­nes, A FÁBRICA DE NADA sur­ge no rating da crí­ti­ca como o segun­do melhor fil­me de todas as sec­ções do fes­ti­val.

O Pré­mio FIPRESCI é atri­buí­do todos os anos em três cate­go­ri­as: na Selec­ção Ofi­ci­al é entre­gue nas sec­ções Com­pe­ti­ção e Un Cer­tain Regard, sen­do reser­va­do um galar­dão para os pro­gra­mas para­le­los ? Sema­na da Crí­ti­ca e Quin­ze­na dos Rea­li­za­do­res.

Com […]