Participação portuguesa em Cannes

De acor­do com a Sele­ção Ofi­ci­al apre­sen­ta­da pelo Fes­ti­val de Cine­ma de Can­nes para a sua 71,ª edi­ção, o pro­gra­ma inclui as obras CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS, de João Sala­vi­za e Renée Nader Mes­so­ra, O GRANDE CIRCO MÍSTICO, de Car­los Die­gues, O HOMEM QUE MATOU DOM QUIXOTE, de Ter­ry Gil­li­am, e A ILHA DOS AMORES, de Pau­lo Rocha.

Modelos de Distribuição de Cinema encerram a 8.ª edição do Curso de Cinema ‘cinemalogia’

A essên­cia do pro­ces­so de dis­tri­bui­ção de um fil­me é o tema abor­da­do nes­te últi­mo módu­lo da oita­va edi­ção do cur­so de cine­ma “Cine­ma­lo­gia”.

Rea­li­zar cine­ma é uma ati­vi­da­de per­ma­nen­te­men­te afe­ta­da por ques­tões comer­ci­ais, pois sen­do o seu obje­ti­vo a exi­bi­ção públi­ca, os seus cir­cui­tos de dis­tri­bui­ção e exi­bi­ção estão sujei­tos às leis do mer­ca­do. Des­te modo, os pro­ces­sos de dis­tri­bui­ção e a par­ti­ci­pa­ção no cir­cui­to de fes­ti­vais de cine­ma, bem como no cir­cui­to comer­ci­al, estão no cen­tro da for­ma­ção para o módu­lo de Dis­tri­bui­ção com a pro­du­to­ra cine­ma­to­grá­fi­ca Maria João Mayer.

O con­teú­do Mode­los de Dis­tri­bui­ção de Cine­ma encer­ram a 8.ª edi­ção do Cur­so de Cine­ma ‘cine­ma­lo­gia’ apa­re­ce pri­mei­ro em Cami­nhos Film Fes­ti­val.

Offside Lisboa”: apresentada a programação do festival que vai à bola com o cinema

O even­to decor­re entre 25 e 27 de maio, em dife­ren­tes locais da cida­de de Lis­boa, do Museu do Des­por­to ao Cam­po Poli­des­por­ti­vo de San­ta Cata­ri­na, da Aca­de­mia de Recreio Artís­ti­co ao res­tau­ran­te O Reser­va. Ver arti­go com­ple­to »

As Estruturas Narrativas por Daniel Ribas

A 1 de maio o cine­ma­lo­gia rece­be Dani­el Ribas con­cluin­do-se a ofer­ta for­ma­ti­va teó­ri­ca des­ta oita­va edi­ção do cur­so de cine­ma — Cine­ma­lo­gia. O objec­ti­vo das pró­xi­mas oito horas é per­ce­ber as fer­ra­men­tas e meto­do­lo­gi­as para a cons­tru­ção do sen­ti­do fíl­mi­co para o espec­ta­dor. As ins­cri­ções ain­da se encon­tram dis­po­ní­veis.

O con­teú­do As Estru­tu­ras Nar­ra­ti­vas por Dani­el Ribas apa­re­ce pri­mei­ro em Cami­nhos Film Fes­ti­val.

Miguel Martins partilha experiências da Pós-Produção de Som

No pró­xi­mo fim de sema­na de 28 e 29 de abril os Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês pro­mo­vem o módu­lo de Pós-Pro­du­ção de Som com o Sound Desig­ner e Recor­ding Mixer Miguel Mar­tins. O pla­no de tra­ba­lho para este módu­lo englo­ba vári­as fases des­te pro­ces­so, come­çan­do por defi­ni­ções de estru­tu­ra de som para cine­ma, des­cri­ção de pro­ces­so de tra­ba­lho e mem­bros de equi­pa da pós-pro­du­ção de som. Duran­te o decor­rer do módu­lo demons­trar-se-á vári­os exem­plos que expli­cam o pro­ces­so e mos­tram resul­ta­dos de cada eta­pa de fina­li­za­ção apli­ca­do em situ­a­ções de refe­rên­cia em fil­mes con­cluí­dos bem como no tra­ba­lho desen­vol­vi­do ao lon­go do cur­so.

Nes­te módu­lo de Pós-Pro­du­ção de Som os for­man­dos deve­rão com­pre­en­der os pro­ces­sos de dobra­gem, mis­tu­ra e con­clu­são do pro­ces­so sono­ro de um fil­me e como este é pre­pa­ra­do para entrar em dis­tri­bui­ção.

O con­teú­do Miguel Mar­tins par­ti­lha expe­ri­ên­ci­as da Pós-Pro­du­ção de Som apa­re­ce pri­mei­ro em Cami­nhos Film Fes­ti­val.