Três portugueses no Forum da Berlinale 2018

DRVO ? A ÁRVORE, uma pro­du­ção naci­o­nal da C.R.I.M, que foi intei­ra­men­te fil­ma­do na Bós­nia, terá a sua estreia mun­di­al na Ber­li­na­le. Esta é a ter­cei­ra lon­ga-metra­gem de André Gil Mata, que antes rea­li­zou o docu­men­tá­rio CATIVEIRO (2012) e a lon­ga de fic­ção COMO ME APAIXONEI POR EVA RAS (2016).

Academia Portuguesa de Cinema promove exposição com cartazes de Raul de Caldevilla, o primeiro grande publicitário português

A Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma (APC), em par­ce­ria com o Museu da Publi­ci­da­de, a Cine­ma­te­ca Por­tu­gue­sa e a Soci­e­da­de Naci­o­nal de Belas Artes (SNBA), reu­niu cem dos melho­res car­ta­zes e pos­ters dese­nha­dos por Raul de Cal­de­vil­la (1877–1951), o pri­mei­ro gran­de…