A Instalação do Medo, um filme de Ricardo Leite

Dia 31 de Outu­bro ás 00h00, o Mini-Audi­­tó­­rio Sal­ga­do Zenha/AAC irá abrir por­tas para a apre­sen­ta­ção da cur­­ta-metra­­gem A ins­ta­la­ção do medo (2017), tra­ba­lho cine­ma­to­grá­fi­co de Ricar­do Lei­te galar­do­a­do em Feve­rei­ro com o Pré­mio Sophia Estu­dan­te atrí­bui­do pela Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma. A…

Programa Oradores Convidados do IV Simpósio Fusões no Cinema

Docen­tes, inves­ti­ga­do­res, ora­do­res con­vi­da­dos, espe­ci­a­lis­tas e artis­tas de dife­ren­tes áre­as anali­sam, nes­te IV Sim­pó­sio Inter­na­ci­o­nal, as atu­ais prá­ti­cas artís­ti­cas e edu­ca­ti­vas, os novos papéis dos dife­ren­tes agen­tes envol­vi­dos na dinâ­mica cri­a­tiva e ope­ra­tiva da arte, da edu­ca­ção e da cul­tura…

Abertas as inscrições para a 7ª edição do Cinemalogia

Para o ano le­tivo de 2017/​2018, os Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês repen­sa­ram os seus pro­gra­mas edu­ca­ti­vos, pro­cu­rando abor­dar novas áre­as de for­ma­ção cine­ma­to­grá­fica Os Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês apre­sen­tam nes­te ano le­tivo duas edi­ções do cur­so de cine­ma “Cine­ma­lo­gia”: a…

REALIZADOR PORTUGUÊS VENCE EM NOVA IORQUE

p.p1 {mar­gin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px ‘Hel­ve­ti­ca Neue’; color: #454545}p.p2 {mar­gin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 12.0px ‘Hel­ve­ti­ca Neue’; color: #454545; min-height: 14.0px}span.s1 {text-deco­ra­ti­on: under­li­ne ; color: #e4af0a}IVAN, de Ber­nar­do Lopes, ven­ceu o pré­mio de melhor rea­li­za­dor na cate­go­ria “Short Film Awards”, no Chel­sea Film Fes­ti­val, que decor­reu de 19 a 22 de outu­bro. 

A cur­ta-metra­gem con­ta a his­tó­ria de Ivan, um jovem soli­tá­rio que inte­gra um gru­po delin­quen­te lide­ra­do por Sen­na. O fil­me foi pro­du­zi­do atra­vés da LSF — Lusó­fo­na Fil­mes.

IVAN ven­ceu tam­bém o Pré­mio Espe­ci­al do Júri no Laugh­lin Inter­na­ti­o­nal Film Fes­ti­val, que se rea­li­zou no Neva­da de 12 a 15 de outu­bro.

Con­sul­te todos os ven­ce­do­res do Chel­sea Film Fes­ti­val no web­si­te ofi­ci­al.

O Barão de Edgar Pêra

No ano de 1943, duran­te a II Guer­ra Mun­di­al, a pro­du­to­ra ame­ri­ca­na Vale­rie Lew­ton che­gou a Por­tu­gal e casou-se com um actor por­tu­guês que lhe deu a conhe­cer o con­to “O Barão”, escri­to por Bran­qui­nho da Fon­se­ca. Vale­rie viu nele a his­tó­ria per­fei­ta para um fil­me de ter­ror, come­çan­do, em segre­do, as fil­ma­gens numa fábri­ca do Bar­rei­ro.

Quan­do a PIDE sou­be da exis­tên­cia do fil­me, man­dou des­truir os nega­ti­vos. A equi­pa téc­ni­ca foi repa­tri­a­da e os acto­res por­tu­gue­ses depor­ta­dos para o Tar­ra­fal, na ilha de San­ti­a­go, Cabo Ver­de, onde mor­re­ram tor­tu­ra­dos na “fri­gi­dei­ra”.

Em 2005, foram des­co­ber­tas duas bobi­nas e o guião do fil­me nos arqui­vos do cine­clu­be do Bar­rei­ro. Atra­vés delas o rea­li­za­dor Edgar Pêra deci­diu fazer o “rema­ke” do fil­me ori­gi­nal, con­tan­do a his­tó­ria de um barão tirâ­ni­co que ater­ro­ri­za a popu­la­ção das mon­ta­nhas do Bar­ro­so, no Nor­te de Por­tu­gal.

É exi­bi­do no Mini-Audi­tó­rio Sal­ga­do Zenha no pró­xi­mo dia 31 de Outu­bro à meia-noi­te . A entra­da é livre.