Entre a paixão e a cooperação cria-se o cinema Português

Na voz de qua­tro con­vi­da­dos deba­teu-se a impor­tân­cia de ir além da nar­ra­ti­va cine­ma­to­grá­fi­ca. O modo como os Conim­bri­cen­ses vivem a ofer­ta cul­tu­ral da cida­de deu o rumo final à con­ver­sa. Dis­cu­tir as mudan­ças na pro­du­ção de cine­ma em Por­tu­gal foi a pro­pos­ta apre­sen­ta­da por Sér­gio Dias Bran­co, mode­ra­dor da últi­ma Mas­ter­Ses­si­on da XXIV edi­ção

Sai­ba mais na seguin­te liga­ção: Entre a pai­xão e a coo­pe­ra­ção cria-se o cine­ma Por­tu­guês.