Centro de Estudos Cinematográficos

João Viana apresenta retrospetiva em Paris

O cine­as­ta por­tu­guês João Via­na apre­sen­ta em Paris, no pró­xi­mo dia 1 de feve­rei­ro, a sua obra cine­ma­to­grá­fi­ca inte­gral, numa retros­pe­ti­va comis­sa­ri­a­da pela Cité Inter­na­ti­o­na­le des Arts, onde o rea­li­za­dor está atu­al­men­te em resi­dên­cia artística.

Conheça as European Shooting Stars de 2021

A Euro­pe­an Film Pro­mo­ti­on (EFP) já anun­ci­ou as dez EUROPEAN SHOOTING STARS de 2021. Os pre­mi­a­dos des­te ano são a fin­lan­de­sa Sei­di Haar­la, a litu­a­na ?ygi­man­te Ele­na Jak?taite, a mace­dó­nia Sara Kli­mos­ka, o holan­dês Mar­tijn Lake­mei­er, o sue­co Gus­tav Lindh, o fran­cêsNico­las Maury, o irlandês 

Cineasta português João Viana apresenta retrospetiva em Paris

Pre­vis­ta para 1 de feve­rei­ro, em Mont­mar­tre e Marais, a retros­pe­ti­va, que inclui qua­tro cur­tas, duas lon­gas e uma ins­ta­la­ção iné­di­ta de sete pro­je­ções, está depen­den­te da evo­lu­ção da pan­de­mia e das auto­ri­za­ções do gover­no francês.

66 Cinemas” para celebrar o rito cinematográfico

A 28 de Dezem­bro de 1895, no Salon Indi­en du Grand Café em Paris, os irmãos Louis e Augus­te Lumié­re fize­ram pela pri­mei­ra vez uma exi­bi­ção comer­ci­al de cine­ma. Esta efe­mé­ri­de mar­ca assim a fun­da­ção do con­cei­to de sala de cine­ma e de bilhe­tei­ra, numa ses­são pro­gra­ma­da com 10 fil­mes dos irmãos e 33 espectadores.

125 anos depois, o Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos cele­bra este ímpe­to de fazer e dar a ver cine­ma em sala, tra­zen­do uma obra de um rea­li­za­dor que tam­bém uniu no seu tra­ba­lho a von­ta­de de cri­ar e exi­bir: Phi­lipp Hart­mann. Rea­li­za­dor de  “O Tem­po Pas­sa como um Leão que Ruge” (2013), per­cor­reu cer­ca de 20.000Km a mos­trar esta sua obra por toda a Ale­ma­nha. Este per­cur­so resul­tou no fil­me “66 Kinos”, que docu­men­ta cine­ma­to­gra­fi­ca­men­te o uni­ver­so das salas de exi­bi­ção, os res­pon­sá­veis e os vári­os públicos. 

Sai “Listen” entra “Vitalina Varela” como filme português candidato aos Óscares 2021

Uma vota­ção relâm­pa­go, orga­ni­za­da pela aca­de­mia por­tu­gue­sa, esco­lheu o subs­ti­tu­to após a exclu­são do fil­me de Ana Rocha de Sou­sa. Ver…