Extensão Traça — Mostra de Filmes de Arquivos Familiares

O Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos em con­jun­to com o Arqui­vo Muni­ci­pal de Lis­boa pro­mo­vem uma exten­são da mos­tra de cine­ma fami­li­ar TRAÇA em Coim­bra nos pró­xi­mos dias 24, 31 de Maio e 7 de Junho.

Ciclo celebra os últimos 20 anos de cinema em Portugal

Mini-Audi­­tó­­rio Sal­ga­nho Zenha vol­ta a rece­ber ciclo de cine­ma que cele­bra os últi­mos 20 anos de pro­du­ção naci­o­nal

Hoje, dia 26 de Mar­ço, pelas 22h, vol­ta­mos a tra­zer o ciclo “20 Anos de Cine­ma Por­tu­guês” ao Mini-Audi­­tó­­rio Sal­ga­do Zenha no Piso 0 do edi­fí­cio da Asso­ci­a­ção Aca­dé­mi­ca de Coim­bra (AAC).

Ali­cer­ça­da no mote 20 anos do fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês, a pro­gra­ma­ção des­te ciclo pre­ten­de ser uma repre­sen­ta­ção das diver­sas ver­ten­tes de cine­ma por­tu­guês que pas­sa­ram pelo fes­ti­val, pro­po­ci­o­nan­do ao espec­ta­dor uma expe­ri­ên­cia vas­ta de conhe­ci­men­to das mais vari­a­das obras por­tu­gue­sas.

Em exi­bi­ção esta­rão os fil­mes “Poe­sia de Segun­da Cate­go­ria” de Luís San­to Vaz e “Flor­be­la” de Vicen­te Alves do Ó, obra lar­ga­men­te pre­mi­a­da e vis­ta por mais de 40 mil pes­so­as.

A ses­são terá lugar no Mini-Audi­­tó­­rio Sal­ga­do Zenha, às 22 horas, situ­a­do no piso tér­re

Mini-Audi­­tó­­rio Sal­ga­nho Zenha vol­ta a rece­ber ciclo de cine­ma que cele­bra os últi­mos 20 anos de pro­du­ção naci­o­nal

Leilão Solidário Caminhos do Cinema Português

No pró­xi­mo dia 2 de Junho, pelas 16 horas, o fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês irá pro­mo­ver um Lei­lão Soli­dá­rio de Memo­ra­bi­lia de fil­mes, no Salão Caf­fé do Casi­no da Figuei­ra da Foz a rever­ter total­men­te para a Hepa­tu­rix — Asso­ci­a­ção Naci­o­nal das Cri­an­ças e Jovens Trans­plan­ta­dos ou com Doen­ças Hepá­ti­cas.

Temores — Ciclo de Cinema

De 4 de Abril a 13 de Junho, o Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos da Asso­ci­a­ção Aca­dé­mi­ca de Coim­bra irá exi­bir, às quin­tas-fei­ras às 22:00, um ciclo de cine­ma inti­tu­la­do ‘TEMORES’, cuja linha con­ver­gen­te será a catar­se do espec­ta­dor atra­vés do sen­ti­men­to do medo. Um géne­ro de home­na­gem às pri­mei­ras expe­ri­ên­ci­as cine­ma­to­grá­fi­cas, lem­bre­mo-nos que o cine­ma foi cri­a­do não para cri­ar apa­tia em quem o obser­va, mas para cri­ar uma mudan­ça na sua psi­que, seja ela de que índo­le for.

De Portugal Para o Mundo — Ciclo de Cinema Português

Dan­do con­ti­nui­da­de ao tra­ba­lho de divul­ga­ção da cul­tu­ra por­tu­gue­sa que tem vin­do a desen­vol­ver, vol­ta a desa­fi­ar todos os estu­dan­tes do pro­gra­ma ERASMUS a des­co­brir um lado dife­ren­te do que se faz em Por­tu­gal, bem como algu­mas das suas mais emble­má­ti­cas per­so­na­li­da­des.

Cinemalogia 2 — Da Ideia ao Filme

Mais de um sécu­lo após a sua inven­ção, o cine­ma con­ti­nua a ser a for­ma de expres­são artís­ti­ca mais impor­tan­te do mun­do con­tem­po­râ­neo. A sua “lin­gua­gem” é hoje adop­ta­da por toda uma série de mei­os de comu­ni­ca­ção e expres­são visu­al, infu­en­ci­an­do não só os novos media, mas con­ta­gi­an­do ou inva­din­do mes­mo, tam­bém, outras for­mas de mani­fes­ta­ção artís­ti­ca tra­di­ci­o­nais, da lite­ra­tu­ra à pin­tu­ra ou da dan­ça à arqui­tec­tu­ra.

Fotografia: Correio do Porto

Concurso Take Manoel de Oliveira

O Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos asso­cia-se ao Con­cur­so “Take Mano­el de Oli­vei­ra” orga­ni­za­do pela Asso­ci­a­ção de Pro­fes­so­res de Expres­são e Comu­ni­ca­ção Visu­al (APECV). Este con­cur­so visa “expan­dir os con­cei­tos asso­ci­a­dos à expres­são plás­ti­ca, sen­si­bi­li­zan­do, por um lado, os pro­fes­so­res a res­pei­to da inclu­são do cine­ma nas suas estra­té­gi­as de explo­ra­ção dos con­teú­dos pro­gra­má­ti­cos e, por outro, os alu­nos para a obra des­te cines­ta.”