Centro de Estudos Cinematográficos

Prémios do Porto/Post/Doc 2017

O sírio Ziad Kalthoum rece­beu o Pré­mio Rea­li­za­dor Emer­gen­te, pelo seu tra­ba­lho em TASTE OF CEMENT,  e o Pré­mio Tee­na­ge foi entre­gue a MAKALA, do fran­cês Emma­nu­el Gras, ten­do o júri atri­buí­do uma Men­ção Hon­ro­sa a DRIB, de Kris­tof­fer Borgli.

Na Com­pe­ti­ção Cine­ma Novo, dedi­ca­da a tra­ba­lhos de estu­dan­tes de uni­ver­si­da­des e poli­téc­ni­cos por­tu­gue­ses ou de estu­dan­tes por­tu­gue­ses a estu­dar no estran­gei­ro, o gran­de ven­ce­dor foi PROXIMA, de Igor Dimi­tri e Gabri­el Mar­ti­nho, com lugar a uma Men­ção Hon­ro­sa para DE MADRUGADA, de Inês Lima Torres.

Na sec­ção ARCHÉ o pre­mi­a­do foi A OLHAR PARA ONTEM, de Neve­na Desivojevic.

Para mais infor­ma­ções, con­sul­te o sítio do fes­ti­val.


publi­ci­da­de

O sírio Ziad Kalthoum rece­beu o Pré­mio Rea­li­za­dor Emer­gen­te, pelo seu tra­ba­lho em TASTE OF CEMENT,  e o Pré­mio Tee­na­ge foi entre­gue a MAKALA, do fran­cês Emma­nu­el Gras, ten­do o júri atri­buí­do uma Men­ção Hon­ro­sa a DRIB, de Kris­tof­fer Borgli.

Na Com­pe­ti­ção Cine­ma Novo, dedi­ca­da a tra­ba­lhos de estu­dan­tes de uni­ver­si­da­des e poli­téc­ni­cos por­tu­gue­ses ou de estu­dan­tes por­tu­gue­ses a estu­dar no estran­gei­ro, o gran­de ven­ce­dor foi PROXIMA, de Igor Dimi­tri e Gabri­el Mar­ti­nho, com lugar a uma Men­ção Hon­ro­sa para DE MADRUGADA, de Inês Lima Torres.

Na sec­ção ARCHÉ o pre­mi­a­do foi A OLHAR PARA ONTEM, de Neve­na Desivojevic.

Para mais infor­ma­ções, con­sul­te o sítio do fes­ti­val.

publi­ci­da­de