Centro de Estudos Cinematográficos

“£o Jorge” é o mais nomeado na edição 2018 dos prémios Sophia

Os pré­mi­os da aca­de­mia por­tu­gue­sa de cine­ma serão entre­gues a 25 de mar­ço.

Cinema Portugus

Os prmios da academia portuguesa de cinema sero entregues a 25 de maro.


“São Jorge” é o filme com mais nomeações na edição deste ano dos Prémios Sophia, da Academia Portuguesa de Cinema. As nomeações foram reveladas esta terça-feira, 27 de fevereiro, numa conferência de imprensa na Cinemateca Portuguesa, em Lisboa. “São Jorge” arrecadou 14 nomeações incluindo Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Ator e Atriz Principal, Melhor Ator e Atriz Secundária e Melhor Argumento Original.

Tam­bém em des­ta­que, com vári­as nome­a­ções, incluin­do a pre­sen­ça na cate­go­ria de melhor fil­me, estão as lon­gas-metra­gens “Fáti­ma”, “Al Ber­to”, “A Fábri­ca de Nada” e “Fáti­ma”.

Os ato­res Mar­ga­ri­da Vila-Nova e Miguel Nunes anun­ci­a­ram a lis­ta com­ple­ta dos nome­a­dos que inclui:


Melhor Fil­me

São Jor­ge

A Fábri­ca de Nada

Al Ber­to

Fáti­ma




Melhor Rea­li­za­dor

Mar­co Mar­tins — São Jor­ge

João Cani­jo — Fáti­ma

João Bote­lho — Pere­gri­na­ção

Pedro Pinho — A Fábri­ca de Nada




Melhor Atriz Prin­ci­pal

Car­la Gal­vão — A Fábri­ca de Nada

Rita Blan­co — Fáti­ma

Ana­be­la Morei­ra — Fáti­ma

Mari­a­na Nunes — São Jor­ge

Melhor Ator Prin­ci­pal

Nuno Lopes — São Jor­ge

Miguel Bor­ges — Uma Vida à Espe­ra

Cláu­dio da Sil­va — Pere­gri­na­ção

José Pimen­tão — Al Ber­to

Melhor Atriz Secun­dá­ria

Isa­bel Abreu — Uma Vida à Espe­ra

Bea­triz Batar­da — São Jor­ge

Cata­ri­na Wal­lens­tein — Pere­gri­na­ção

Raquel Rocha Viei­ra — Al Ber­to

Melhor Ator Secun­dá­rio

Adri­a­no Luz — São Jor­ge

José Rapo­so — São Jor­ge

João Vil­las-Boas — Al Ber­to

Duar­te Gri­lo — Al Ber­to

Melhor Docu­men­tá­rio em Lon­ga-Metra­gem

Ama-San

Nos Inters­tí­ci­os da Rea­li­da­de ou o Cine­ma de Antó­nio de Mace­do

Tre­blin­ka

Rosas de Erme­ra

Melhor Argu­men­to Ori­gi­nal

Ricar­do Adol­fo e Mar­co Mar­tins — São Jor­ge

João Cani­jo — Fáti­ma

Vicen­te Alves do Ó — Al Ber­to

Pau­lo Fili­pe Mon­tei­ro – Zeus


Melhor Ban­da Sono­ra Ori­gi­nal

Rodri­go Leão — 100 Metros

Hugo Lei­tão, Nuno Malo, Rafa­el Toral — São Jor­ge

Luís Bra­gan­ça Gil e Dani­el Ber­nar­des — Pere­gri­na­ção

Rita Redsho­es & The Legen­dary Tiger­man — Orna­men­to e Cri­me

Melhor Can­ção Ori­gi­nal

Semen­tes do Impos­sí­vel por Xutos e Pon­ta­pés — Índi­ce Médio de Feli­ci­da­de

Fim — com­po­si­ção e inter­pre­ta­ção Lúcia Moniz — Uma Vida à Espe­ra

VOODOO – com­po­si­ção de Rita Redsho­es & The Legen­dary Tiger­man e inter­pre­ta­ção de Rita Redsho­es — Orna­men­to e Cri­me

Ribom­bar do Amor — Com­po­si­tor e intér­pre­te Jor­ge Pren­das — Delí­rio Em Las Vedras

Melhor Foto­gra­fia

Car­los Lopes — São Jor­ge

Luís Bran­qui­nho — Pere­gri­na­ção

Rui Poças — Al Ber­to

Leo­nor Teles — Verão Dana­do

Melhor Efei­tos Especiais/Caracterização

Nuno Este­ves “Blue” — Pere­gri­na­ção

Sara Meni­tra — Zeus

Ale­xan­dra Espi­nhal — A Ilha dos Cães

João Rapaz — Verão Dana­do

Melhor Série

Madre Pau­la

Vida­go Pala­ce

A Cri­a­ção

A Famí­lia Ven­tu­ra

Melhor Dire­ção Artís­ti­ca

Joa­na Car­do­so — Al Ber­to

João Tor­res — Zeus

Way­ne dos San­tos — São Jor­ge

Bru­no Cal­dei­ra — A Ilha dos Cães

Melhor Som

Oli­vi­er Blanc, Hugo Lei­tão — São Jor­ge

Fran­cis­co Velo­so — Pere­gri­na­ção

Elsa Fer­rei­ra, Oli­vi­er Hes­pel, Gérard Rous­se­au — Fáti­ma

Pedro Melo, Elsa Fer­rei­ra e Bran­ko Nes­kov — Al Ber­to

Melhor Guar­da Rou­pa

Joa­na Velo­so — Pere­gri­na­ção

Joa­na Car­do­so — Al Ber­to

Síl­via Gra­bows­ki — Zeus

Lucha D’O­rey — O Divã de Esta­li­ne

Melhor Maqui­lha­gem e Cabe­los

Abi­gail Macha­do e Mário Leal — Al Ber­to

Rita Cas­tro, Feli­pe Mui­ron — Pere­gri­na­ção

Dja­ni­ra Ciri­lo da Cruz, Maria Almei­da (Nani) — São Jor­ge

Nuno Este­ves “Blue” e Mizé Sil­ves­tre — O Divã de Esta­li­ne

Melhor Mon­ta­gem

Mari­a­na Gai­vão — São Jor­ge

João Braz — Pere­gri­na­ção

Cláu­dia Oli­vei­ra, Edgar Feld­man, Luí­sa Homem — A Fábri­ca de Nada

Pedro Ribei­ro, Pedro Mari­nho, Vas­co Car­va­lho — Índi­ce Médio de Feli­ci­da­de

Melhor Argu­men­to Adap­ta­do

Pedro Pinho, Lui­sa Homem, Leo­nor Noi­vo, Tia­go Hes­pa­nha base­a­do na peça ori­gi­nal “The Nothing Fac­tory” de Judith Herz­berg — A Fábri­ca de Nada

João Bote­lho adap­ta­do do livro de Fer­não Men­des Pin­to — Pere­gri­na­ção

David Macha­do e Tia­go R. San­tos — Índi­ce Médio de Feli­ci­da­de

Jor­ge Antó­nio, Pau­lo Lei­te e Vir­gi­lio Almei­da base­a­do no livro “Os Senho­res do Are­al” de Hen­ri­que Abran­ches — A Ilha dos Cães

Melhor Docu­men­tá­rio em Cur­ta-Metra­gem

Antó­nio E Cata­ri­na de Cris­ti­na Hanes

Reis Do Ser­tão de Pablo Anto­nio

Où En Êtes-Vous, João Pedro Rodri­gues? de João Pedro Rodri­gues

O Homem Eter­no de Luís Cos­ta

Melhor Cur­ta-Metra­gem de Fic­ção

Coe­lho Mau de Car­los Con­cei­ção

Altas Cida­des De Ossa­das de João Sala­vi­za

A Lín­gua de Adri­a­na Mar­tins da Sil­va

Antes que a noi­te venha – Falas de Antí­go­na de Joa­quim Pavão

Cur­ta-Metra­gem de Ani­ma­ção

A Gru­ta De Darwin de Joa­na Tos­te

Das Gave­tas Nas­cem Sons de Vítor Hugo

Água Mole de Lau­ra Gon­çal­ves e Ale­xan­dra Rami­res (Xá)

Toca­do­ra de Joa­na Ima­gi­ná­rio

Pré­mio Sophia Estu­dan­te

Sno­o­ze de Dinis Leal Macha­do — ESMAD

A Cla­ra­bóia de Alí­cia Morei­ra — IPCA

Irís de Rena­to Arroyo e Fran­cis­co Fer­rei­ra — Uni­ver­si­da­de Lusó­fo­na

Blon­des Make the Best Vic­tims de Rita Ven­tu­ra – ESAD

Pré­mio Méri­to e Exce­lên­cia

Ana Lore­na

Lau­ro Antó­nio

Artur Cor­reia


Além da reve­la­ção dos nome­a­dos, a con­fe­rên­cia de impren­sa incluiu tam­bém a entre­ga do pré­mio de Melhor Car­taz Sophia 2017 a Luís Car­los Ama­ro, pelo car­taz do fil­me “Tre­blin­ka”. Foram ain­da reve­la­dos os dois car­ta­zes que fica­ram em segun­do e ter­cei­ro lugar na vota­ção: o do fil­me “A Flo­res­ta das Almas Per­di­das”, dese­nha­do por José Pedro Lopes e Fran­cis­co Lobo, e o do fil­me “Orna­men­to e Cri­me” de Antó­nio Antu­nes (Tó Tri­pes).

Este ano, a entre­ga dos Pré­mi­os Sophia decor­re­rá, pela pri­mei­ra vez, no Casi­no Esto­ril, a 25 de mar­ço.

por Ant­nio Quin­tas
publi­ca­do 20:33 — 27 feve­rei­ro ’18

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Portugus

Fon­te.