Centro de Estudos Cinematográficos

Filmes Nomeados (2019)

O Pré­mio Antó­nio Loja Neves, pro­mo­vi­do pela FPCC – Fede­ra­ção Por­tu­gue­sa de Cine­clu­bes, tem como pro­pó­si­tos a pro­mo­ção do cine­ma dos PALOP (Paí­ses Afri­ca­nos de Lín­gua Ofi­ci­al Por­tu­gue­sa) e home­na­ge­ar o cine­clu­bis­ta, jor­na­lis­ta e cine­as­ta.

A lis­ta de nome­a­dos resul­tou da selec­ção de fil­mes de uma cha­ma­da inter­na­ci­o­nal e da cine­ma­to­gra­fia dos PALOP pre­sen­te nos fes­ti­vais orga­ni­za­dos pelos cine­clu­bes fede­ra­dos.

Os Nome­a­dos são:

Arri­a­ga” de Wel­ket Bun­gué, 2018, Gui­né-Bis­sau;

Com­boio de Sal e Açú­car” de Licí­nio Aze­ve­do, 2017, Moçam­bi­que;

Homes­tay” de Lolo Arzi­ki, 2017, Cabo Ver­de;

O Can­to do Osso­bó” de Silas Tiny, 2017, São Tomé e Prín­ci­pe;

Maba­ta Bata” de Sol de Car­va­lho, 2018, Moçam­bi­que;

Sonho Lon­gín­quo no Equa­dor” de Hamil­ton Trin­da­de, 2017, São Tomé e Prín­ci­pe.

Para ava­li­ar os fil­mes nome­a­dos, o júri é cons­ti­tuí­do por indi­vi­du­a­li­da­des de reco­nhe­ci­do méri­to pela sua con­tri­bui­ção para o desen­vol­vi­men­to do Cine­ma e da Cul­tu­ra.

Na edi­ção des­te ano o júri é cons­ti­tuí­do pela jor­na­lis­ta e pro­gra­ma­do­ra Isa­bel San­tos, pelo cine­as­ta Luís Fili­pe Rocha e pelo pro­du­tor e pre­si­den­te da Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma, Pau­lo Tran­co­so.

Esta acção pro­mo­ve um olhar sobre o cine­ma e os cine­as­tas dos paí­ses afri­ca­nos de lín­gua ofi­ci­al por­tu­gue­sa, dan­do con­ti­nui­da­de ao tra­ba­lho de Antó­nio Loja Neves, um cine­clu­bis­ta e homem do cine­ma e da comu­ni­ca­ção que sem­pre os pro­mo­veu e defen­deu.