Mosquito” será filme de abertura no Festival de Roterdão

A segun­da lon­ga-metra­gem de fic­ção de João Nuno Pin­to irá abrir o fes­ti­val que decor­re de 22 de janei­ro a 2 de feve­rei­ro 2020.

Cinema Portugus Festival

A segunda longa-metragem de fico de Joo Nuno Pinto ir abrir o festival que decorre de 22 de janeiro a 2 de fevereiro 2020.

O IFFR — International Film Festival Rotterdam 2020 anuncia hoje que “Mosquito”, o novo filme de João Nuno Pinto, produzido por Paulo Branco, será o filme de abertura do festival holandês que decorrerá de 22 de Janeiro a 2 de Fevereiro, onde estará em Competição, na Selecção Oficial, concorrendo ao prémio para Melhor Filme, o Tigre de Ouro.

Depois de “Amé­ri­ca” (2010), João Nuno Pin­to rea­li­za a segun­da lon­ga-metra­gem de fic­ção, escri­ta jun­ta­men­te com a sua mulher e tam­bém gui­o­nis­ta, Fer­nan­da Pola­cow, e com Gon­ça­lo Wad­ding­ton.

fil­me é ins­pi­ra­do na his­tó­ria da che­ga­da do seu avô a Áfri­ca, duran­te a Pri­mei­ra Guer­ra Mun­di­al, e este­ve sete anos em pre­pa­ra­ção.

O pro­ta­go­nis­ta, João Nunes Mon­tei­ro, dá vida a Zaca­ri­as, um jovem por­tu­guês seden­to por gran­des aven­tu­ras herói­cas duran­te a Pri­mei­ra Guer­ra Mun­di­al. Envi­a­do para Moçam­bi­que, onde o con­fli­to entre os exér­ci­tos por­tu­guês e ale­mão se desen­ro­la lon­ge dos olha­res do mun­do, o sol­da­do vê-se dei­xa­do para trás pelo seu pelo­tão e par­te numa odis­seia mato aden­tro, à pro­cu­ra da guer­ra e dos seus sonhos de gló­ria.

«Atra­vés da his­tó­ria do jovem sol­da­do Zaca­ri­as, somos con­fron­ta­dos com o hor­ror da guer­ra e a sub­ju­ga­ção dos povos afri­ca­nos pelos euro­peus atra­vés do domí­nio colo­ni­al. O fil­me per­mi­te-nos conhe­cer um pou­co melhor um peda­ço esque­ci­do da nos­sa his­tó­ria, a Pri­mei­ra Gran­de Guer­ra em Áfri­ca (…)», escre­ve João Nuno Pin­to na sua nota de inten­ções.

“Mos­qui­to” tem estreia mar­ca­da para 5 de Mar­ço, em Por­tu­gal, e 18 de Mar­ço em Fran­ça.

por

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Portugus Festival

Fon­te.