Centro de Estudos Cinematográficos

Academia Portuguesa de Cinema revela impacto da pandemia no cinema português

Os resul­ta­dos do inqué­ri­to aos asso­ci­a­dos da APC reve­la que são per­to de 80% os pro­fis­si­o­nais sem qual­quer tipo de retri­bui­ção.

Cinema Portugus

Os resultados do inqurito aos associados da APC revela que so perto de 80% os profissionais sem qualquer tipo de retribuio.

A Academia Portuguesa de Cinema (APC) entregou esta semana à Presidência da República, à Secretaria de Estado da Cultura e ao ICA- Instituto do Cinema e Audiovisual um documento que sintetiza os resultados de um inquérito enviado aos seus associados, sobre o impacto da pandemia do Covid 19 no cinema português.

De acor­do com o mes­mo, a gene­ra­li­da­de dos inqui­ri­dos con­fir­mou que tinha sus­pen­di­do as roda­gens e cer­ca de 30 % não sabe se vol­ta­rá a rodar. Por outro lado, 80% dos pro­fis­si­o­nais con­fir­ma­ram ter a sua retri­bui­ção base­a­da em reci­bos ver­des (65%), ou simi­la­res (15%), não poden­do por isso recor­rer aos apoi­os defi­ni­dos pelo Gover­no, até à data.

Ape­nas 57% con­fir­ma que pla­neia regres­sar à ati­vi­da­de depois de pas­sa­da a pan­de­mia. Há mes­mo 3% dos inqui­ri­dos a infor­mar que dei­xa­rão de exer­cer ati­vi­da­de no setor.

Na audi­ên­cia con­ce­di­da pelo Pre­si­den­te da Repú­bli­ca ao Pre­si­den­te da APC, na pas­sa­da segun­da fei­ra, Pau­lo Tran­co­so mani­fes­tou “pro­fun­da pre­o­cu­pa­ção quan­to ao futu­ro do setor, caso não sejam acau­te­la­das de ime­di­a­to medi­das de con­tin­gên­cia que asse­gu­rem a sobre­vi­vên­cia eco­nó­mi­ca indi­vi­du­al e finan­cei­ra das empre­sas e dos seus cola­bo­ra­do­res”.

As medi­das pro­pos­tas pela APC assen­tam em 3 pila­res:

  • Defi­ni­ção ime­di­a­ta de um Pla­no de Emer­gên­cia que asse­gu­re a sobre­vi­vên­cia dos pro­fis­si­o­nais do cine­ma e audi­o­vi­su­al, para o qual a Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma se dis­po­ni­bi­li­za a cola­bo­rar.
  • Con­cur­so relâm­pa­go com ver­bas para ini­ci­a­ti­vas onli­ne, e de buro­cra­cia míni­ma. Regres­so às roda­gens com equi­pas redu­zi­das e cui­da­dos sani­tá­ri­os máxi­mos.
  • Aber­tu­ra gra­du­al das salas de espe­tá­cu­lo, sal­va­guar­dan­do os cui­da­dos sani­tá­ri­os neces­sá­ri­os.

De acor­do com a Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma, o setor do audi­o­vi­su­al empre­ga dire­ta e indi­re­ta­men­te mais de 20 mil pro­fis­si­o­nais, entre ato­res, rea­li­za­do­res, gui­o­nis­tas, argu­men­tis­tas, téc­ni­cos de luz e som, e mui­tos outros.

por CINEMAX
publi­ca­do 15:08 — 29 abril ’20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Cinema Portugus

Fon­te.