Centro de Estudos Cinematográficos
CARTAZ cfp geral 1 720x481 1

cinema fora de portas

publi­ci­da­de

CARTAZ cfp geral 1

A ambi­ção dos Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês pro­mo­ve­rem ses­sões de cine­ma fora das por­tas de uma sala de cine­ma é anti­ga. No pas­sa­do, ao lon­go de vári­as ini­ci­a­ti­vas pon­tu­ais, con­se­gui­mos cri­ar a ali­an­ça entre a arte cine­ma­to­grá­fi­ca com o patri­mó­nio edi­fi­ca­do e as comu­ni­da­des da região, mas nun­ca nos apre­sen­tá­mos ao públi­co com um pro­gra­ma coe­so de vári­as exi­bi­ções, nem tão pou­co que nos per­mi­ta via­jar com os fil­mes pela geo­gra­fia da região. Em 2021, em co-orga­ni­za­ção com a União de Fre­gue­si­as de Coim­bra, Quei­ma das Fitas, Uni­ver­si­da­de de Coim­bra e Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­cos, con­tan­do com o apoio do Minis­té­rio da Cul­tu­ra, do Ins­ti­tu­to do Cine­ma e Audi­o­vi­su­al e do Muni­cí­pio de Coim­bra


  • CCC 2021 CFP TUDO2
    CCC 2021 CFP TUDO3

    Annette, de Leos Carax

    0,00 

    Com­prar


  • CCC 2021 CFP TUDO9
    CCC 2021 CFP TUDO10

    Bem Bom, de Patrícia Sequeira

    0,00 

    Com­prar


  • publi­ci­da­de

    Pro­mo­ção!

    CCC 2021 CFP TUDO30
    CCC 2021 CFP TUDO31

    Marcelo dos Reis acompanha “A Fonte dos Amores”, de Roger Lion

    7,50 

    Com­prar


  • CCC 2021 CFP TUDO23
    CCC 2021 CFP TUDO24

    O Pátio das Cantigas, de António Lopes Ribeiro

    0,00 

    Com­prar


  • CCC 2021 CFP TUDO16
    CCC 2021 CFP TUDO17

    Stardust – Nascer de uma Estrela, de Gabriel Range

    0,00 

    Com­prar


  • Pro­mo­ção!

    CCC 2021 CFP TUDO37
    CCC 2021 CFP TUDO38

    Wipeout Beat acompanham “Os Lobos”, de Rino Lupo

    7,50 

    Com­prar

barra logos cfp arLivre e1629928045611

O pro­gra­ma é em si hete­ro­gé­neo tan­to na ori­gem da fil­mo­gra­fia, como nos géne­ros. Depois de tra­zer­mos “O Car­tei­ro de Pablo Neru­da” ao Jar­dim da Asso­ci­a­ção Aca­dé­mi­ca, pas­se­a­mos no sába­do à noi­te, 28 de agos­to às 21h30, até ao Jar­dim da Sereia para conhe­cer “Annet­te”, a lon­ga-metra­gem de Leos Carax que abriu o 74.º Fes­ti­val de Can­nes. Este é um dra­ma român­ti­co musi­cal que explo­ra a rela­ção entre a rela­ção de Henry, um come­di­an­te de stand up com um sen­ti­do de humor cor­ro­si­vo, e Ann, uma can­to­ra de reno­me inter­na­ci­o­nal, enquan­to estão na ribal­ta e são um casal feliz e gla­mo­ro­so. O nas­ci­men­to da sua pri­mei­ra filha “Annet­te” muda­rá as suas vidas. Segun­do Rui Pedro Ten­di­nha, “Annet­te é então uma pro­vo­ca­ção de um artis­ta que pede ao espec­ta­dor para ali­nhar nes­te espa­ço VIP de abismo.”

D018C004 annette stills rec709 4K.0203678 RET

O ciclo con­ti­nua num regis­to musi­cal que nos leva­rá às 21h30 do dia 4 de Setem­bro, até à Pedru­lha, no lar­go da Igre­ja Matriz, para ver e ouvir o bio­pic “Bem Bom” de Patrí­cia Sequei­ra sobre as Doce, uma girls­band por­tu­gue­sa, que mar­cou a pri­mei­ra meta­de da déca­da de 1980. O fil­me nar­ra par­tes da vida das qua­tro mulhe­res atra­vés do “impac­to que a irre­ve­rên­cia, a rebel­dia e a liber­da­de, par­ti­cu­lar­men­te ao nível da sexu­a­li­da­de femi­ni­na” que  encan­ta­ram e cho­ca­ram, “um país de cos­tu­mes anti­gos e conservadores”.

BEM BOM

Indo além da rela­ção com o espa­ço da região, explo­ra­mos a memó­ria colec­ti­va, recu­pe­ran­do a músi­ca nos espa­ços da Esco­la Secun­dá­ria José Fal­cão. Diver­sas gera­ções lem­brar-se-ão nos páti­os da esco­la da “Noi­te dos Horá­ri­os”. O regis­to de uma exi­bi­ção de Cine­ma ao Ar Livre será ine­vi­ta­vel­men­te dife­ren­te, mas recu­pe­rar a músi­ca naque­le espa­ço, avi­va­rá, cer­ta­men­te, algu­mas memó­ri­as. Que­ren­do cum­prir esse pro­pó­si­to, exi­bir-se‑á “Star­dust – O Nas­cer de uma Estre­la”, de Gabri­el Ran­ge, um fil­me sobre a tour “The Man who sold the World” que David Bowie fez antes de se tor­nar famo­so por todo o mundo. 

ZIGGY

O Cine­ma como arte mani­pu­la­do­ra do tem­po é tam­bém uma fer­ra­men­ta de repre­sen­ta­ção da memó­ria indi­vi­du­al e colec­ti­va, sen­do que os fil­mes do pas­sa­do pode­rão ter novas lei­tu­ras no pre­sen­te. Assim, apre­sen­ta­mos-nos no dia 18 de setem­bro, às 21h45, no Ter­rei­ro da Erva, um espa­ço recen­te­men­te requa­li­fi­ca­do, para ver e deba­ter o clás­si­co “O Pátio das Can­ti­gas” de Antó­nio Lopes Ribei­ro. Pas­sa­do num típi­co bair­ro lis­bo­e­ta na altu­ra de San­tos Popu­la­res, o fil­me explo­ra a comé­dia pelo duplo sen­ti­do reu­nin­do no gran­de ecrã, vári­os dos ato­res mais céle­bres da épo­ca. Simul­ta­ne­a­men­te este fil­me con­se­guiu jun­tar no mes­mo pla­no a pro­pa­gan­da polí­ti­ca com o humor “de revis­ta”, pro­por­ci­o­nan­do que essa mes­ma pro­pa­gan­da fos­se igno­ra­da pelos seus admi­ra­do­res até aos dias de hoje. Um fac­to menos conhe­ci­do des­te fil­me é que foi pro­du­zi­do na cida­de de Coimbra.

MV5BMDM3NGMwMWEtODdkNi00OWUxLWI4MDctMTY4NjU4N2YwZGU0XkEyXkFqcGdeQXVyNTAyODkwOQ@@. V1 FMjpg UX1194

A segun­da par­te do Ciclo “Cine­ma Fora de Por­tas” acon­te­ce com Cine-Con­cer­tos que nos aju­da­rão a olhar de outra for­ma para o nos­so patri­mó­nio cine­ma­to­grá­fi­co. O Pri­mei­ro Cine-Con­cer­to une a músi­ca de Mar­ce­lo dos Reis, pro­e­mi­nen­te músi­co do jazz naci­o­nal, com as ima­gens de há um sécu­lo da região de Coimbra. 

33688214 1444201579018231 6878599280861380608 n

Fil­ma­do em vári­os locais de Coim­bra e do Luso, “A Fon­te dos Amo­res”, de Roger Lion, apre­sen­ta-nos vári­os aspec­tos das vivên­ci­as das cida­de ao acom­pa­nhar o per­cur­so de um actor que ao visi­tar a cida­de e a Uni­ver­si­da­de, se rela­ci­o­na com uma jovem conim­bri­cen­se. Esse rela­ci­o­na­men­to cha­mou a aten­ção da noi­va do ator. A par­tir des­se tri­ân­gu­lo amo­ro­so, o rea­li­za­dor Roger Lion, tra­ça um para­le­lo com a his­tó­ria de Pedro e Inês numa peça tea­tral que decor­re ao lon­go de todo o filme. 

vlcsnap 00002

No segun­do Cine-Con­cer­to recu­pe­ra­mos as ima­gens de “Os Lobos”, de Rino Lupo, cap­tu­ra­das em vári­os locais da Foz do Dou­ro e da Ser­ra da Estre­la, assim como do Por­to de Lei­xões, em Mato­si­nhos, e das loca­li­da­des de Nelas, dis­tri­to de Viseu, e São Romão e Vale­zim, em Seia, dis­tri­to da Guar­da, na déca­da de 20 do sécu­lo pas­sa­do. Fil­ma­do somen­te com luz natu­ral e com um elen­co mai­o­ri­ta­ri­a­men­te de “não ato­res” , o rea­li­za­dor pro­cu­rou recri­ar um natu­ra­lis­mo rea­lis­ta, sen­do con­si­de­ra­do uma “obra-pri­ma do Cine­ma mudo euro­peu”, influ­en­ci­an­do o esti­lo cine­ma­to­grá­fi­co e a nar­ra­ti­va poé­ti­ca da “esco­la de cine­ma por­tu­gue­sa” das déca­das seguin­tes. As ima­gens, recen­te­men­te res­tau­ra­das pelo ANIM da Cine­ma­te­ca, serão acom­pa­nha­das pelos acor­des dos Wipe­out Beat, uma ban­da de três vete­ra­nos da cena musi­cal conim­bri­cen­se, com sons “sujos do gara­ge”

LOBOS1

Have­rá ain­da espa­ço para dois cine-con­cer­tos adi­ci­o­nais duran­te o pró­xi­mo Fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês com os The Twist Con­nec­ti­on e Mar­ce­lo dos Reis. O pro­gra­ma será comu­ni­ca­do oportunamente.

28 de Agos­to, 21:30, Jar­dim da Sereia
Annet­te, de Leos Carax (2021)

04 de Setem­bro, 21:30, Lar­go da Igre­ja da Pedrulha
Bem Bom, de Patrí­cia Sequei­ra (2021)

11 de Setem­bro, 21:30, Esco­la Secun­dá­ria José Falcão
Start­dust – O nas­cer de uma Estre­la, de Gabri­el Ran­ge (2021)

18 de Setem­bro, 21:30, Ter­rei­ro da Erva
O Pátio das Can­ti­gas, de Antó­nio Lopes Ribei­ro (1948)

25 de Setem­bro, 21:30, Jar­dim Botâ­ni­co :: Cine-Concerto
Mar­ce­lo dos Reis – acom­pa­nha – A Fon­te dos Amo­res, de Roger Lion (1924)

9 de Outu­bro, 21:30, Local a Anun­ci­ar :: Cine-Concerto
Wipe­out Beat – acom­pa­nha – Os Lobos, de Rino Lupo (1923)

fon­te: cine­ma fora de portas

publi­ci­da­de