Centro de Estudos Cinematográficos

Mensagem do Cineclube Octopus

publi­ci­da­de

Quan­do a FPCC trans­mi­tiu ao Cine­clu­be Octo­pus a von­ta­de de orga­ni­zar, na cida­de da Póvoa de Var­zim, o Encon­tro Naci­o­nal de Cine­clu­bes (ENCC) para este ano de 2021, a nos­sa res­pos­ta posi­ti­va teve em con­ta duas razões que gos­ta­ría­mos de destacar.

Em pri­mei­ro lugar, as expe­ri­ên­ci­as recen­tes dos Encon­tros de 2018 e 2019, e o quan­to estas nos per­mi­ti­ram per­ce­ber a impor­tân­cia des­se con­tac­to em pre­sen­ça com outras pes­so­as que desen­vol­vem idên­ti­ca ati­vi­da­de cine­clu­bis­ta pelo con­ti­nen­te e pelas ilhas. Mas mais do que conhe­cer outros diri­gen­tes, tra­tou-se sobre­tu­do de per­ce­ber a rea­li­da­de diver­sa dos cine­clu­bes em Por­tu­gal e a natu­re­za da nos­sa dimen­são enquan­to setor par­ti­cu­lar do asso­ci­a­ti­vis­mo, da qual até então tínha­mos uma pers­pe­ti­va limitada.

Em segun­do lugar, foi tam­bém ter­mos dado con­ta, por altu­ras des­te verão, que tal­vez não haja ape­nas nuvens negras no futu­ro pró­xi­mo dos cine­clu­bes, ape­sar das difi­cul­da­des que estes anos de pan­de­mia pos­sam ter aju­da­do a fra­gi­li­zar vári­as estru­tu­ras. Saber da pos­si­bi­li­da­de — afir­ma­da publi­ca­men­te por par­te de um diri­gen­te gover­na­men­tal do setor — de o esta­do finan­ci­ar mais de uma cen­te­na de pro­je­to­res digi­tais pelo país (con­ti­nen­te e ilhas) irá com cer­te­za abrir por­tas para tam­bém sur­gi­rem novas von­ta­des e inte­res­ses na cri­a­ção de ini­ci­a­ti­vas cine­clu­bis­tas nou­tras localidades.

Nos últi­mos anos já tínha­mos nota­do novas ações con­cre­tas numa lógi­ca cine­clu­bis­ta, sinal de que o movi­men­to podia ser de cres­ci­men­to, embo­ra as nos­sas estru­tu­ras se deba­tam com diver­sas e imen­sas difi­cul­da­des de sobre­vi­vên­cia. Recen­te­men­te sur­gi­ram cine­clu­bes em Cha­ves, Pena­fi­el e Espi­nho, mas no últi­mo ano e meio em Mon­te­mor-o-Novo, Alma­da, Pom­bal, Cos­ta da Capa­ri­ca (CC Impa­la), Lis­boa (Alva­la­de CC), Por­to (Cam­pa­nhã CC), há sinais de nova ati­vi­da­de. E algu­ma dela já dig­na de ser conhe­ci­da, como será o caso nes­ta edi­ção do ENCC da ini­ci­a­ti­va alentejana.

Essen­ci­al­men­te, o ENCC visa for­ta­le­cer os con­tac­tos e o conhe­ci­men­to entre os dina­mi­za­do­res des­te movi­men­to dis­per­sos pelo con­ti­nen­te e pelas ilhas. Ape­sar da nos­sa diver­si­da­de há uma pai­xão que nos une e essa é nos­sa mai­or for­ça. Uma for­ça ain­da volá­til, que se deve situ­ar entre as três e as qua­tro deze­nas, mas a neces­si­tar de con­ju­gar esfor­ços para se con­cer­tar ações em defe­sa da sua sin­gu­la­ri­da­de jun­to das enti­da­des estatais.

Espe­ra­mos que o ENCC de 2021 seja o pon­to de par­ti­da para um futu­ro ain­da mais pro­mis­sor, e que os ares de mare­sia da Póvoa de Var­zim sejam de ins­pi­ra­ção para todos. O Cine­clu­be Octo­pus espe­ra assim pela pre­sen­ça dos repre­sen­tan­tes de todos os Cine­clu­bes naci­o­nais e dese­ja a todos uma boa con­fra­ter­ni­za­ção e estadia.

publi­ci­da­de

A Dire­ção do Cine­clu­be Octopus

fon­te: Men­sa­gem do Cine­clu­be Octopus

publi­ci­da­de