Programa da 16.ª edição do MOTELX — Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa

publi­ci­da­de

A orga­ni­za­ção do fes­ti­val divul­gou, em con­fe­rên­cia de impren­sa, algu­mas das obras sele­ci­o­na­das para a pró­xi­ma edi­ção do MOTELX, que decor­re de 6 a 12 de setem­bro. Des­ta­cam-se a apos­ta na pro­du­ção naci­o­nal, as estrei­as inter­na­ci­o­nais e o warm-up fora do São Jor­ge.
Este ano o ter­ror não fica ape­nas no Cine­ma São Jor­ge. O MOTELX vai assom­brar novos espa­ços na cida­de, como o Tea­tro São Luiz, o Con­ven­to São Pedro de Alcân­ta­ra e o Museu de Lis­boa — Palá­cio Pimenta.

Em con­fe­rên­cia de impren­sa, os orga­ni­za­do­res reve­la­ram par­te da pro­gra­ma­ção. Um dos des­ta­ques é a estreia em Por­tu­gal de “Final Cut?, do rea­li­za­dor fran­cês Michel Haza­na­vi­cius, que abriu a edi­ção de 2022 do Fes­ti­val de Cine­ma de Can­nes. Outra estreia naci­o­nal, anun­ci­a­da pelo MOTELX, é “Dark Glas­ses?, que mar­ca  o regres­so de Dario Argen­to, rea­li­za­dor de “Sus­pi­ria?.

Na sele­ção ofi­ci­al, estão as pro­du­ções por­tu­gue­sas “Cri­an­ça Lobo?, de Fre­de­ri­co Ser­ra, “um folk hor­ror? que vai estre­ar a nível mun­di­al e a longa-metragem […] 

fon­te: Pro­gra­ma da 16.ª edi­ção do MOTELX — Fes­ti­val Inter­na­ci­o­nal de Cine­ma de Ter­ror de Lisboa

publi­ci­da­de