Centro de Estudos Cinematográficos

COMEÇA HOJE O CAMINHOS DO CINEMA PORTUGUÊS

O Fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês come­ça hoje, em Coim­bra, e pro­lon­ga-se até 3 de dezembro. 

A TOCADORA, de Joa­na Ima­gi­ná­rio, mar­ca o arran­que do Fes­ti­val, sen­do a pri­mei­ra exi­bi­ção (às 15h00, no Tea­tro Aca­dé­mi­co de Gil Vicen­te) de um pro­gra­ma que con­ta com um total de 130 fil­mes por­tu­gue­ses, inte­gra­dos em duas sec­ções: a Selec­ção Cami­nhos e a Selec­ção Ensai­os. A pri­mei­ra con­ta com per­to de 60 fil­mes, dis­tri­buí­dos pelas cate­go­ri­as de Ani­ma­ção, Cur­tas-metra­gens, Docu­men­tá­ri­os e Lon­gas-metra­gens de fic­ção. Já a Selec­ção Ensai­os mos­tra mais de 50 fil­mes pro­du­zi­dos no seio das aca­de­mi­as e esco­las naci­o­nais e inter­na­ci­o­nais, nas cate­go­ri­as de Ani­ma­ção, Doc. Expe­ri­men­tal, Docu­men­tá­rio e Ficção.

A Ceri­mó­nia de Aber­tu­ra do fes­ti­val decor­re hoje, às 21h45, no Tea­tro Aca­dé­mi­co de Gil Vicen­te, com apre­sen­ta­ção de Luís Rodri­gues e San­dra José. Vítor Fer­rei­ra, dire­tor do Fes­ti­val fará a apre­sen­ta­ção das prin­ci­pais ati­vi­da­des des­ta 23.ª edi­ção, seguindo-se 

ZEUS PREMIADO EM MARROCOS

A obra do rea­li­za­dor Pau­lo Fili­pe Mon­tei­ro estre­ou em Por­tu­gal no iní­cio de 2017 e con­ta a his­tó­ria ver­da­dei­ra do séti­mo Pre­si­den­te da Repú­bli­ca Por­tu­gue­sa, Manu­el Tei­xei­ra Gomes, que ao fim de ape­nas 26 meses aban­do­na o car­go e embar­ca num car­guei­ro cha­ma­do Zeus, rumo ao Nor­te de Áfri­ca, onde viveu exi­la­do e onde viria a mor­rer 15 anos depois.

Além de Sin­de Fili­pe, no papel prin­ci­pal, o fil­me, uma copro­du­ção Portugal/Argélia, con­ta ain­da com as inter­pre­ta­ções de Ivo Cane­las, Cata­ri­na Luís e Pau­lo Pires, entre outros. 

O Fes­ti­val Ciné­ma et Migra­ti­ons Aga­dir decor­reu entre 14 e 18 de novembro.

CINEMATECA EXIBE SÉRIE PORTUGUESA DE ANIMAÇÃO

A Cine­ma­te­ca vai exi­bir, pela pri­mei­ra vez des­de a sua estreia na tele­vi­são naci­o­nal, em 1987, O ROMANCE DA RAPOSA, série por­tu­gue­sa de ani­ma­ção com 13 epi­só­di­os, copro­du­zi­da pela Tope­Fil­me e a Tele­ci­ne para a RTP, a par­tir do clás­si­co homó­ni­mo da lite­ra­tu­ra infan­til do escri­tor Aqui­li­no Ribei­ro. Artur Cor­reia e Ricar­do Neto rea­li­za­ram a série adap­ta­da por Maria Alber­ta Mené­res, a par­tir da obra original.

A 28 de novem­bro serão exi­bi­dos os sete pri­mei­ros epi­só­di­os da série e a ses­são con­ta com a pre­sen­ça dos rea­li­za­do­res Artur Cor­reia e Ricar­do Neto, da auto­ra da adap­ta­ção, Maria Alber­ta Mené­res, e com a atriz que deu voz à per­so­na­gem da Rapo­sa, Fer­nan­da Figuei­re­do. Os epi­só­di­os 8 a 13 pas­sam numa segun­da ses­são, agen­da­da para 11 de dezembro.

Mais infor­ma­ções no sítio da Cine­ma­te­ca Por­tu­gue­sa.