A Fábrica de Nada” representa Portugal nos prémios ibero-americanos de cinema

A lon­­ga-metra­­gem “A Fábri­ca de Nada” de Pedro Pinho, foi esco­lhi­do para repre­sen­tar Por­tu­gal na edi­ção de 2018 dos Pré­mi­os Ari­el, como can­di­da­to a Melhor Fil­me Ibe­­ro-ame­­ri­­ca­­no, anun­ci­ou segun­­da-fei­­ra em comu­ni­ca­do a dire­ção da Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma. … Ver…

O Jardim das Aflições de Josias Teófilo

Mar­can­do o iní­cio da últi­ma sema­na de pro­jec­ções cine­ma­to­grá­fi­cas, o pro­jec­to Fusões no Cine­ma vem des­ta vez pro­jec­tar na tela a car­ga filo­só­fi­ca que pode estar impres­sa na pelí­cu­la. Este docu­men­tá­rio rea­li­za­do por Josi­as Teó­fi­lo vai ao encon­tro do uni­ver­so de Ola­vo de Car­va­lho e da cons­tru­ção dos seus argu­men­tos filo­só­fi­cos.

O pen­sa­men­to de Ola­vo de Car­va­lho per­so­ni­fi­ca­do pela sua pre­sen­ça, roti­na de tra­ba­lho e con­ví­vio fami­li­ar na Vir­gí­nia (EUA), onde mora atu­al­men­te. O fil­me par­te dos temas do livro homô­ni­mo que ele publi­cou em 1995, tais como o sim­bo­lis­mo dos jar­dins na tra­di­ção filo­só­fi­ca, liber­da­de indi­vi­du­al e opres­são do cole­ti­vo, o pen­sa­men­to aris­to­té­li­co, e che­ga a um dos temas cen­trais do seu pen­sa­men­to: a mor­te e a filo­so­fia – aque­las idei­as que con­ti­nu­am sen­do impor­tan­tes para nós em face da mor­te – ten­do como mote a per­gun­ta: “O que você vai fazer com a sua vida enquan­to é tem­po?”.

A ses­são ocor­re­rá no dia 18 de dezem­bro às 22:00 e a entra­da no Mini-Audi­tó­rio Sal­ga­do Zenha é livre.

Privacy Preference Center

cec

.

.
.
.

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?