Horizonte Artificial no My Røde Reel

O cur­so de cine­ma “Cine­ma­lo­gia”, cri­a­do em 2011, pro­mo­vi­do pelos Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guê­se pela Uni­ver­si­da­de Aber­ta, cons­ti­tuiu-se como um even­to de refe­rên­cia na for­ma­ção cine­ma­to­grá­fi­ca, com uma abor­da­gem teó­ri­ca, mas sobre­tu­do prá­ti­ca, ofe­re­cen­do um pro­gra­ma didá­ti­co na gene­ra­li­da­de do que é uma pro­du­ção cine­ma­to­grá­fi­ca, apro­fun­dan­do-se na espe­ci­fi­ci­da­de de múl­ti­plas áre­as do conhe­ci­men­to cine­ma­to­grá­fi­co que se con­ju­gam no gran­de ecrã como; a ima­gem e o som, em todas as eta­pas da pro­du­ção de um fil­me; a direc­ção de arte; a direc­ção de acto­res; o cas­ting; o pla­ne­a­men­to da roda­gem e a dis­tri­bui­ção do fil­me.

Álva­ro Cor­dei­ro é inter­pre­ta­do por Júni­or Lima

Actu­an­do numa lógi­ca de for­ma­ção inten­si­va, este pro­jec­to tem ofe­re­ci­do uma ver­ten­te pro­fis­si­o­na­li­zan­te, per­mi­tin­do apro­xi­mar as comu­ni­da­des aca­dé­mi­cas com espe­ci­a­lis­tas do cine­ma e audi­o­vi­su­al, resul­tan­do na pro­du­ção pró­pria de obras cine­ma­to­grá­fi­cas em cada edi­ção do cur­so. 

Répe­ra­ge na Real Repú­bli­ca “Rás-Te-Par­ta”

Na edi­ção tran­sac­ta pro­cu­rá­mos res­pon­der ao tema “cami­nhos” da Sema­na Cul­tu­ral da Uni­ver­si­da­de de Coim­bra pro­du­zin­do-se uma cur­ta-metra­gem ao lon­go dos módu­los que com­põem o cur­so e que inter­vêm na linha de pro­du­ção cine­ma­to­grá­fi­ca. 

Módu­lo de Argu­men­to coor­de­na­do por Cláu­dia Cle­men­te

Esta é a his­tó­ria de Álva­ro Cor­dei­ro, escri­tor fra­cas­sa­do e depri­mi­do, em luta con­tra um blo­queio cri­a­ti­vo que o impe­de de escre­ver o seu pró­xi­mo livro. Leo­nel Car­ra­ça, pro­du­tor de obras popu­la­res da tele­vi­são, des­co­bre Álva­ro e convida‑o para escre­ver a sua pró­xi­ma nove­la.  O escri­tor resis­te ao con­vi­te, por acre­di­tar que seu talen­to é escre­ver a “gran­de lite­ra­tu­ra” clás­si­ca. Entre­tan­to, as difi­cul­da­des finan­cei­ras fazem-no acei­tar. Álva­ro embar­ca numa jor­na­da inten­si­va para ter­mi­nar um enor­me guião em ape­nas duas sema­nas, à base de remé­di­os e café, ultra­pas­san­do os limi­tes de seu cor­po e men­te. Ao fim, Álva­ro tem uma reve­la­ção que alte­ra por com­ple­to a for­ma como vê sua his­tó­ria.

Zeca Car­va­lho e Veró­ni­ca San­tos inter­pre­tam as per­son­sa­gens Leo­nel Cara­ça e Exó­ti­ca. Foto­gra­fia de Mar­ga­ri­da Por­te­la.

Saben­do das pos­si­bi­li­da­des ofe­re­ci­das pelo con­cur­so “My Røde Reel” pro­po­mo-nos a rea­li­zar uma ver­são redu­zi­da da cur­ta-metra­gem Hori­zon­te Arti­fi­ci­al que foi acei­te e está em com­pe­ti­ção no site da RØDE Micropho­nes. O fil­me pode­rá ser visu­a­li­za­do no sítio http://j.mp/horizonterode. Se o fil­me assim o mere­cer, sen­si­bi­li­za­mos toda a popu­la­ção a votar e par­ti­lhar esta nos­sa par­ti­ci­pa­ção, resul­tan­do na valo­ri­za­ção direc­ta do fil­me e dos seus inter­ve­ni­en­tes e, ganhan­do-se algum dos pré­mi­os, dos Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês

O tra­ba­lho mate­ri­a­li­za­do é uma co-pro­du­ção com a Fil­mó­gra­fo e Cine Clu­be de Avan­ca, com o apoio finan­cei­ro da Dire­ção Regi­o­nal de Cul­tu­ra do Cen­tro – Pro­gra­ma de Apoio à Ação Cul­tu­ral, da Uni­ver­si­da­de de Coim­bra e o indis­pen­sá­vel apoio logís­ti­co de Depar­ta­men­to de Enge­nha­ria Infor­má­ti­ca da UC, Europ­car, Ser­vi­ços Ação Soci­al Uni­ver­si­da­de de Coim­bra, Real Repú­bli­ca do Rás-Tepar­ta, Muni­cí­pio de Coim­bra, Casa da Escri­ta, Fun­da­ção Bis­saya Bar­re­to, Casa Museu Bis­saya Bar­re­to, Élia Rama­lho, Jar­dim Botâ­ni­co da Uni­ver­si­da­de de Coim­bra, Sin­gu­lar Print, Águas das Cal­das de Pena­co­va, Pon­to Bra­sil, Bar AAC, Del­ta Cafés, Novo­Po­mar / Fru­ti­Bair­ra­da, Quin­ta do Orti­gão, Res­tau­ran­te Pan­ci­nhas, A Esco­la da Noi­te, Hotel Botâ­ni­co, Hotel Arrik, Hotel Dona Inês, Pin­ga Amor, Pas­te­la­ria Uni­ver­si­da­de, Vénus, Pas­te­la­ria Bri­o­sa e Café Reis. O nos­so mai­or agra­de­ci­men­to vai, cla­ro, para todos mem­bros da equi­pa e for­ma­do­res que tor­na­ram pos­sí­vel a mate­ri­a­li­za­ção “da ideia em fil­me”. 

Álva­ro tem uma reve­la­ção que alte­ra por com­ple­to a for­ma como vê sua his­tó­ria

Ago­ra ide ver a cur­ta! Obri­ga­do!

Sai­ba mais na seguin­te liga­ção: Hori­zon­te Arti­fi­ci­al no My Røde Reel.