Centro de Estudos Cinematográficos

Variações: o homem que se despia na música

Antó­nio Ribei­ro quan­do cri­an­ça ambi­ci­o­na­va ser can­tor. Ins­pi­ra­do pelo tom da fadis­ta Amá­lia Rodri­gues come­çou a com­por músi­cas, enquan­to cor­ta­va cabe­los. O artis­ta foi o mote para a pes­qui­sa de mais de uma déca­da de João Maia, que recri­ou as vari­a­ções de Antó­nio Ribei­ro. Um homem ori­gi­ná­rio do Minho que rumou à capi­tal, dei­xan­do para trás o seu anjo da guar­da, a mãe.
O rea­li­za­dor con­fes­sou ter, na sua men­te, uma ima­gem con­cre­ta do pos­sí­vel intér­pre­te. Que­ria que alguém que tives­se uma boa voz, que sou­bes­se dan­çar, mas que não imi­tas­se. Sér­gio Praia encai­xa­va na per­fei­ção. Tan­to o ator como o pró­prio Antó­nio pas­sa­ram por pro­gres­si­vas evo­lu­ções de voz. Serem pare­ci­dos foi um trun­fo para o suces­so e empa­tia ime­di­a­ta do públi­co com o pro­ta­go­nis­ta.
Este é um fil­me bio­grá­fi­co que segue os últi­mos anos de vida de Vari­a­ções, um dos mais acla­ma­dos can­to­res por­tu­gue­ses, que mar­cou vári­as gera­ções de artis­tas. Com Sér­gio Praia como ator prin­ci­pal, o elen­co con­ta tam­bém com a par­ti­ci­pa­ção de Fili­pe Duar­te, Vic­tó­ria Guer­ra, Lúcia Moniz, Miguel Rapo­so, Mada­le­na Bran­dão e Augus­to Madei­ra. João Maia des­ta­cou o pra­zer de tra­ba­lhar com ato­res des­te cali­bre, con­tan­do a quí­mi­ca que havia entre Sér­gio Praia e Fili­pe Duar­te, que inter­pre­tou Fer­nan­do Ataí­de, o gran­de amor de Antó­nio Ribei­ro.

Sai­ba mais na seguin­te liga­ção: Vari­a­ções: o homem que se des­pia na músi­ca.