Centro de Estudos Cinematográficos

Programação “Cinema e Reflexão”

A pro­gra­ma­ção “Cine­ma e Refle­xão” apre­sen­ta um con­jun­to de ses­sões espe­ci­ais, ciclos temá­ti­cos e cur­sos bre­ves, onde se explo­ra­rá, reflec­ti­rá e dis­cu­ti­rá o papel do cine­ma como fer­ra­men­ta que des­per­ta o pen­sa­men­to crí­ti­co, refle­xi­vo e até inter­ven­ti­vo.

Entre os dias 29 de Janei­ro e 19 de Feve­rei­ro, o Cen­tro de Estu­dos Cine­ma­to­grá­fi­co apre­sen­ta o pri­mei­ro ciclo, “Ani­ma­ção como espe­lho da soci­e­da­de”. Des­de os pri­mór­di­os do Cine­ma que as ima­gens foram cri­a­das pela repre­sen­ta­ção do quo­ti­di­a­no, isto afir­ma-se com a pri­mei­ra sequên­cia de ima­gens a ser repre­sen­ta­da pelos saí­da da fábri­ca, no final de um dia de tra­ba­lho, pelos irmãos lumiè­re. A tra­di­ção de nos espe­lhar­mos na soci­e­da­de e nas cenas do dia-a-dia pro­vém des­sa altu­ra. 

A ani­ma­ção é uma das fer­ra­men­tas de mate­ri­a­li­za­ção de idei­as sobre a soci­e­da­de, por não se limi­tar fisi­ca ou tem­po­ral­men­te. Este tipo de regis­to cine­ma­to­grá­fi­co per­mi­te ao cri­a­dor a uti­li­za­ção de per­so­na­gens e cená­ri­os que, ape­sar de não repre­sen­ta­rem o fisi­ca­men­te real, incen­ti­vam à dis­cus­são e à refle­xão de valo­res que estão impreg­na­dos no mun­do pal­pá­vel. A metá­fo­ra e a pará­bo­la podem, em ani­ma­ção, ganhar cor, som e movi­men­to.

Este ciclo ini­cia-se com a pro­jec­ção de “Ani­mal Farm” (1954), por John Halas e Joy Bat­che­lor, ins­pi­ra­do na obra homó­ni­ma de Geor­ge Orwell.

Base­a­do no roman­ce clás­si­co de Geor­ge Orwell, Ani­mal Farm, de John Hales e Joy Bat­che­lor con­ta a his­tó­ria de um gru­po de ani­mais de uma quin­ta que se revol­ta com suces­so con­tra o seu cru­el dono huma­no, ape­nas para ser escra­vi­za­do nova­men­te pelo por­co ines­cru­pu­lo­so Napo­leão, cujo slo­gan é “todos os ani­mais são iguais, mas alguns ani­mais são mais iguais que outros”

Ani­mal Farm | Rei­no Unido/EUA
72 minu­tos | 1954 | Idi­o­ma: Inglês

Rea­li­za­do por John Halas e Joy Bat­che­lor
Base­a­do no livro Ani­mal Farm de Geor­ge Orwell

As ses­sões, a decor­rer no Mini-Audi­tó­rio Sal­ga­do Zenha todas as Quar­tas-fei­ras às 21h45, têm entra­da livre a sóci­os e estu­dan­tes. A admis­são ao res­tan­te públi­co tem o cus­to de 3€.