Centro de Estudos Cinematográficos

EXIBIÇÃO CINEMATOGRÁFICA EM ESTABELECIMENTOS PRISIONAIS E CENTROS EDUCATIVOS

A DGRSP ? Dire­ção-Geral de Rein­ser­ção e Ser­vi­ços Pri­si­o­nais, o ICA ? Ins­ti­tu­to do Cine­ma e do Audi­o­vi­su­al, a GEDIPE ? Asso­ci­a­ção para a Ges­tão Cole­ti­va de Direi­tos de Autor e de Pro­du­to­res Cine­ma­to­grá­fi­cos e Audi­o­vi­su­ais e a FEVIP ? Asso­ci­a­ção Por­tu­gue­sa de Defe­sa das Obras Audi­o­vi­su­ais, aten­tas à con­jun­tu­ra naci­o­nal e inter­na­ci­o­nal resul­tan­te da decla­ra­da pan­de­mia COVID-19, assi­na­ram um pro­to­co­lo de coo­pe­ra­ção com o obje­ti­vo de pro­por­ci­o­nar momen­tos de lazer aos reclu­sos e jovens em cum­pri­men­to de penas e medi­das tute­la­res de inter­na­men­to, atra­vés da frui­ção de obras cine­ma­to­grá­fi­cas e audi­o­vi­su­ais.


A DGRSP – Dire­ção-Geral de Rein­ser­ção e Ser­vi­ços Pri­si­o­nais, o ICA – Ins­ti­tu­to do Cine­ma e do Audi­o­vi­su­al, a GEDIPE – Asso­ci­a­ção para a Ges­tão Cole­ti­va de Direi­tos de Autor e de Pro­du­to­res Cine­ma­to­grá­fi­cos e Audi­o­vi­su­ais e a FEVIP – Asso­ci­a­ção Por­tu­gue­sa de Defe­sa das Obras Audi­o­vi­su­ais, aten­tas à con­jun­tu­ra naci­o­nal e inter­na­ci­o­nal resul­tan­te da decla­ra­da pan­de­mia COVID-19, assi­na­ram um pro­to­co­lo de coo­pe­ra­ção com o obje­ti­vo de pro­por­ci­o­nar momen­tos de lazer aos reclu­sos e jovens em cum­pri­men­to de penas e medi­das tute­la­res de inter­na­men­to, atra­vés da frui­ção de obras cine­ma­to­grá­fi­cas e audi­o­vi­su­ais.

No âmbi­to do pro­to­co­lo, será dis­po­ni­bi­li­za­do um catá­lo­go de obras cine­ma­to­grá­fi­cas e audi­o­vi­su­ais para serem livre­men­te exi­bi­das nos Esta­be­le­ci­men­tos Pri­si­o­nais e Cen­tros Edu­ca­ti­vos que fazem par­te do sis­te­ma pri­si­o­nal e tute­lar edu­ca­ti­vo por­tu­guês tute­la­do pela DGRSP. Para­le­la­men­te, será leva­da a cabo uma cam­pa­nha de sen­si­bi­li­za­ção para a pre­ven­ção da pira­ta­ria audi­o­vi­su­al, e para o res­pei­to pelos direi­tos de autor e cone­xos e pelas indús­tri­as de cri­a­ção cul­tu­ral.

A coo­pe­ra­ção entre estas enti­da­des pro­cu­ra, no âmbi­to de uma polí­ti­ca que pre­ten­de asse­gu­rar aos cida­dãos pri­va­dos de liber­da­de o cum­pri­men­to das penas e medi­das den­tro dos parâ­me­tros de dig­ni­da­de, cri­ar con­di­ções de lazer que, de algu­ma for­ma, ame­ni­zem este perío­do de limi­ta­ções soci­ais e sani­tá­ri­as acres­ci­das e os apro­xi­mem da ofer­ta cul­tu­ral exis­ten­te no meio soci­al livre.

Fon­te.