Centro de Estudos Cinematográficos

O Cordeiro de Deus” de David Pinheiro Vicente na seleção oficial de Cannes

O fil­me do rea­li­za­dor por­tu­guês faz par­te da sec­ção de cur­tas-metra­gens do Fes­ti­val de Can­nes 2020.

Curta-metragem Cinema Portugus

O filme do realizador portugus faz parte da seco de curtas-metragens do Festival de Cannes 2020.

“O Cordeiro de Deus”, o mais recente filme de David Pinheiro Vicente, integra a competição oficial de curtas-metragens do Festival de Cannes 2020, anunciou hoje a produtora Paris Texas. O filme parte do imaginário do realizador sobre uma vila no interior de Portugal e cruza as tradicionais festas de verão com violência e sexualidade.

Sobre “O Cor­dei­ro de Deus”, diz David Pinhei­ro Vicen­te: Nes­te retra­to de uma famí­lia pobre do inte­ri­or de Por­tu­gal, pare­ceu-me fun­da­men­tal que as per­so­na­gens tives­sem direi­to à sua pró­pria natu­re­za con­tra­di­tó­ria, numa abor­da­gem que não fizes­se delas víti­mas, mas sim pes­so­as com­ple­xas que, como todas as outras, estão pre­sas nos sin­to­mas dos seus pro­ble­mas.

Esta é a segun­da cur­ta-metra­gem de David Pinhei­ro Vicen­te, que, em 2018, se estre­ou na rea­li­za­ção com “Onde o Verão Vai (epi­só­di­os da juven­tu­de)”, que teve estreia mun­di­al na com­pe­ti­ção Ber­li­na­le Shorts, foi exi­bi­do em mais de 40 paí­ses e fes­ti­vais, rece­beu pré­mi­os em San Sebas­ti­an, Tel Aviv e Vila do Con­de e estre­ou em tele­vi­são e onli­ne no canal Arte-ZDF.

“O Cor­dei­ro de Deus” aguar­da estreia em Por­tu­gal, mas foi já adqui­ri­do para exi­bi­ção em tele­vi­são e onli­ne pelo canal Arte Fran­ce.

David Pinhei­ro Vicen­te foi apon­ta­do como um dos 10 Pró­xi­mos Jovens Rea­li­za­do­res pela Euro­pe­an Film Aca­demy e um dos Dez Novos Rea­li­za­do­res a Seguir pela Euro­pe­an Film Pro­mo­ti­on.

A cur­ta-metra­gem é uma copro­du­ção entre os por­tu­gue­ses da Arti­fi­ci­al Humors, de Gabri­el Abran­tes, e a fran­ce­sa La Bel­le Affai­re Pro­duc­ti­ons, que tam­bém já copro­du­ziu outras obras naci­o­nais, como “Amor Fati”, de Cláu­dia Vare­jão ou “Alva”, de Ico Cos­ta.

por CINEMAX
publi­ca­do 14:17 — 19 junho ’20

Recomendamos: Veja mais Artigos de Curta-metragem Cinema Portugus

Fon­te.