Centro de Estudos Cinematográficos
a nossa terra o nosso altar doclisboa 3 720x540 1

A Nossa Terra, o Nosso Altar” vence Prémio Queima das Fitas de Coimbra – Melhor Filme Outros Olhares

publi­ci­da­de

a nossa terra o nosso altar doclisboa 3

Docu­men­tá­rio sobre o Bair­ro do Alei­xo, no Por­to, vale o pré­mio ao rea­li­za­dor André Guiomar

O fil­me “A Nos­sa Ter­ra, o Nos­so Altar”, de André Gui­o­mar, foi dis­tin­gui­do pelo Fes­ti­val Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês com o Pré­mio Quei­ma das Fitas de Coim­bra – Melhor Fil­me Outros Olhares.

A pelí­cu­la tes­te­mu­nha as últi­mas roti­nas do dia-a-dia do Bair­ro do Alei­xo, no Por­to, duran­te o pro­ces­so de demo­li­ção das torres.

O Júri deci­diu atri­buir o pré­mio da sec­ção Outros Olha­res ao fil­me ‘A Nos­sa Ter­ra, O Nos­so Altar’ de André Gui­o­mar pela soli­dez, for­ça esté­ti­ca, lin­gua­gem coe­ren­te e efi­caz, bem como pelo seu olhar pro­fun­da­men­te huma­no. Ten­do acom­pa­nha­do, duran­te alguns anos, a comu­ni­da­de do Bair­ro do Alei­xo e a sua dis­so­lu­ção, esta obra apre­sen­ta per­so­na­gens bem cons­truí­das e mar­can­tes, com quem é pos­sí­vel esta­be­le­cer uma rela­ção de empa­tia. Gui­o­mar desen­vol­veu uma gran­de pro­xi­mi­da­de com os habi­tan­tes do bair­ro, cons­truin­do um clí­max emo­ci­o­nal rara­men­te atin­gi­do no géne­ro docu­men­tal, o que, a par de outros ele­men­tos, quer de natu­re­za cómi­ca, quer dra­má­ti­ca, faz de ‘A Nos­sa Ter­ra, O Nos­so Altar’ um objec­to cine­ma­to­grá­fi­co mui­to for­te”, expli­ca o Júri.

André Gui­o­mar, de 33 anos, soma mais um pré­mio, o oita­vo pelo fil­me lan­ça­do no final de 2020.

publi­ci­da­de

Foi ain­da atri­buí­da uma men­ção hon­ro­sa ao fil­me “A Mulher como Árvo­re”, de Flá­vio Fer­rei­ra, Hél­der Faria, Ale­jan­dro Vás­quez, Dani­e­la Cajías e Car­men Tortosa.

O Júri jus­ti­fi­ca esta esco­lha com o fac­to de “ser um fil­me que, ape­sar de cons­truí­do cole­ti­va­men­te, nos mos­tra de for­ma coe­ren­te a per­so­na­li­da­de e emo­ções da per­so­na­gem prin­ci­pal. Elva ofe­re­ce a sua his­tó­ria ao fil­me de for­ma gene­ro­sa. A rela­ção entre ela e a pai­sa­gem, bem como os rit­mos que mar­cam o seu dia a dia são retra­ta­dos com inte­res­se e cuidado”.

fon­te: “A Nos­sa Ter­ra, o Nos­so Altar” ven­ce Pré­mio Quei­ma das Fitas de Coim­bra – Melhor Fil­me Outros Olhares

publi­ci­da­de