Centro de Estudos Cinematográficos
realizador 640x800 1

Três mulheres vencem Prémios da Seleção Ensaios – A Previdência Portuguesa

publi­ci­da­de

realizador

Estu­dan­tes de Uni­ver­si­da­des de Por­tu­gal, Ingla­ter­ra e Ale­ma­nha dis­tin­gui­das pelos seus fil­mes em con­tex­to académico

Cata­ri­na Hen­ri­ques, da Uni­ver­si­da­de da Bei­ra Inte­ri­or, Sofia Salt, da Uni­ver­sity of the West of England, e Caren Wuh­rer, da Ham­burg Media Scho­ol, são as dis­tin­gui­das com os Pré­mi­os da Sele­ção Ensai­os – A Pre­vi­dên­cia Portuguesa.

 

Cata­ri­na Hen­ri­ques ven­ceu o Pré­mio de Melhor Ensaio Naci­o­nal, com “Cama­ra­das de Armas”. Segun­do o Júri, o fil­me “ofe­re­ce-nos uma pro­fun­da, sin­gu­lar e estru­tu­ra­da visão da ins­ti­tui­ção mili­tar em Por­tu­gal – ecos­sis­te­ma nor­mal­men­te tido como de difí­cil aces­so e, até ago­ra, pou­co docu­men­ta­do por enti­da­des externas”.

Já Sofia Salt, foi dis­tin­gui­da com o Melhor Ensaio Naci­o­nal de Ani­ma­ção, na pro­du­ção “Walkth­rough”, com o Júri a des­ta­car “a trans­mis­são de emo­ções com­ple­xas atra­vés de um dis­po­si­ti­vo minimalista”.

A ale­mã Caren Wuh­rer, com “Silent Zone”, arre­ba­tou o Pré­mio de Melhor Ensaio Inter­na­ci­o­nal. “’Silent Zone’ é sau­da­do pelo júri como um exem­plo de regis­to de fic­ção no qual o con­cep­tu­a­lis­mo se fun­de de for­ma orgâ­ni­ca com uma nar­ra­ti­va que abor­da temas tão atu­ais como uni­ver­sais. Mais ain­da, a cine­ma­to­gra­fia des­ta­ca-se pela sua alta qua­li­da­de, demons­tran­do que este é um fil­me fru­to de uma equi­pa coe­sa e com uma visão madu­ra”, jus­ti­fi­ca o Júri.

publi­ci­da­de

fon­te: Três mulhe­res ven­cem Pré­mi­os da Sele­ção Ensai­os – A Pre­vi­dên­cia Portuguesa

publi­ci­da­de