Caminhos do Cinema Português com 162 filmes

publi­ci­da­de

Alma Viva?, o fil­me indi­ca­do por Por­tu­gal aos Ósca­res 2023 pela Aca­de­mia Por­tu­gue­sa de Cine­ma, é um dos des­ta­ques do even­to (17 de novem­bro). Apre­sen­ta­do pela pri­mei­ra vez na Com­pe­ti­ção da Sema­na da Crí­ti­ca do Fes­ti­val de Can­nes, em maio pas­sa­do, rea­li­za­do pela luso-fran­ce­sa Cristè­le Alves Mei­ra, esta obra pas­sa-se em Trás-os-Mon­tes, onde a rea­li­za­do­ra tem raízes. 

Na pro­gra­ma­ção do Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês des­ta­cam-se ain­da “Fogo Fátuo?, de João Pedro Rodri­gues, “Mato Seco em Cha­mas?, de Joa­na Pimen­ta e Ader­ley Quei­rós, recen­te­men­te pre­mi­a­dos no Fes­ti­val de Cine­ma do Rio de Janeiro.

Mato Seco em Cha­mas?, a exi­bir a 18 de novem­bro, ven­ceu o Pré­mio Espe­ci­al do Júri e o de Dire­ção de Foto­gra­fia, para Joa­na Pimen­ta, no Rio de Janei­ro. Já “Fogo Fátuo?, que esta­rá em exi­bi­ção a 12 de novem­bro, rece­beu uma men­ção espe­ci­al do júri dos pré­mi­os Félix, que reco­nhe­cem obras com a temá­ti­ca LGBTQI+, no mes­mo evento.

Da Sele­ção Cami­nhos fazem ain­da parte […] 

fon­te: Cami­nhos do Cine­ma Por­tu­guês com 162 filmes

publi­ci­da­de
publi­ci­da­de