Centro de Estudos Cinematográficos

BFI London Film Festival conta com filmes de 6 portugueses

Dia­man­ti­no, de Gabri­el Abran­tes e Dani­el Sch­midt, esta­rá pre­sen­te na sec­ção “Expe­ri­men­ta”; Tem­po Comum, de Susa­na Nobre, foi sele­ci­o­na­do para a sec­ção “Love”; Chu­va é Can­to­ria na Aldeia dos Mor­tos, de João Sala­vi­za e Renée Nada Mes­so­ra, será exi­bi­do na sec­ção “Dare”.

Uma Vida Sublime, de Luís Diogo, distinguido com 3 prémios

O júri, pre­si­di­do por Gian­mar­co Tog­naz­zi, jus­ti­fi­cou assim o pré­mio “Pela ori­gi­na­li­da­de do tema e a capa­ci­da­de de refle­xão sobre a con­di­ção do homem con­tem­po­râ­neo. O fil­me joga ado­tan­do com efi­cá­cia regis­tos diferentes.

DIAMANTINO SELECIONADO PARA OS EUROPEAN FILM AWARDS

Na fase seguin­te, os mais de 3500 mem­bros da Aca­de­mia Euro­peia de Cine­ma irão votar nas nome­a­ções para Melhor Fil­me Euro­peu, Melhor Rea­li­za­dor, Actor, Actriz e Argumentista. 

Um júri com­pos­to por 8 mem­bros será o res­pon­sá­vel por esco­lher o ven­ce­do­res nas cate­go­ri­as técnicas.

João Viana na Cinemateca de Berlim

As ses­sões, a decor­re­rem no Audi­tó­rio do Arse­nal, têm por títu­lo “João Via­na Bol­sei­ro DAAD 2018 ? Cine­ma Pós-colo­ni­al? e apre­sen­tam o rea­li­za­dor como Artis­ta Con­vi­da­do do Pro­gra­ma DAAD.

A orga­ni­za­ção da ini­ci­a­ti­va real­ça “os efei­tos da his­tó­ria colo­ni­al por­tu­gue­sa no pre­sen­te pós-colo­ni­al afri­ca­no num for­ma­lis­mo idiossincrático?.

Filmes portugueses competem em Montreal

As duas lon­gas-metra­gens inte­gram a sec­ção com­pe­ti­ti­va ofi­ci­al “World Com­pe­ti­ti­on”, onde com­pe­tem 24 fil­mes oriun­dos de 16 países.

Da pro­gra­ma­ção ofi­ci­al do Fes­ti­val faz ain­da par­te SLEEPWALK, de Fili­pe Melo (Por­tu­gal-EUA), que inte­gra a sec­ção não com­pe­ti­ti­va “Short Films / Focous on World Cinema?.

Festival Periferias leva cinema à raia luso-espanhola

Da lis­ta dos cer­ca de 40 fil­mes na pro­gra­ma­ção cons­tam docu­men­tá­ri­os e fil­mes de fic­ção e ani­ma­ção, com uma lar­ga repre­sen­ta­ção de fil­mes de auto­res de Por­tu­gal e Espanha. 

Os fil­mes serão exi­bi­dos em ses­sões ao ar livre em locais como Mar­vão, Valên­cia de Alcân­ta­ra, Gale­gos, Fon­tañe­ra, Por­ta­gem, Bei­rã, San­to Antó­nio das Arei­as, Cedil­lo, Mal­par­ti­da de Cáce­res, Cas­te­lo de Vide e Por­to da Espada.