Arquivo de etiquetas: coimbra

Call for Movies 21º Caminhos

O festival Caminhos do Cinema Português está até 25 de Setembro a receber inscrições de filmes para selecção nas secções competitivas Selecção Caminhos e Selecção Ensaios. Esperamos poder mostrar novamente ao país o que de melhor se produz profissionalmente ao nível cinematográfico em Portugal, numa perspectiva de mostrar todo o cinema português. Do cinema de escola aos profissionais todos têm direito à exibição das suas obras num espírito de comunhão com os diferentes públicos.

Regulamento oficial – http://bit.ly/ccp-regulamento
Official Regulations – http://bit.ly/ccp-official
Regulamento Selecção Caminhos – http://bit.ly/ccl-caminhos
Regulamento Selecção Ensaios (Escolas de Cinema) – http://bit.ly/ccp-ensaios
Regulamento Selecção Ensaios (Film Schools – English) – http://bit.ly/ccp-essays

As inscrições decorrem em www.caminhos.info e simultaneamente no FilmFreeway em http://filmfreeway.com/festival/Caminhos

2º Ciclo de Cinema de Terror Internacional “Temores”

Foi no ano de 2013 que pela primeira vez experimentámos o conceito de ‘Temores’, que levou o espectador a uma viagem tenebrosa pelo cinema de terror internacional. O cinema hoje, maxime a apresentação de obras cinematográficas contemporâneas, tem sido pautado pela desistência paulatina de espectadores e da sua correspondente deslocação às salas de exibição. Hoje vemos muitas vezes salas de projecção com poucos ou nenhuns elementos na audiência. Isso deve-se ao facto de que, presentemente, muitas serem as obras que remetem o seu público à indiferença, a um género de sonolência cinematográfica e inerte. O cinema exibido na maioria das salas hoje em dia acaba por respeitar determinados parâmetros pré-definidos por valores, acreditamos nós, desadequados à sociedade de hoje. O espectador procura algo inovador, que lhe traga sentimentos novos, que desperte em si um desencadear de emoções concatenadas no seu íntimo, através de uma espécie de catarse, neste caso através do medo ou terror. Será, por isso, o terror a linha orientadora da programação deste nosso ciclo, visto já ter sido testado na primeira edição do ‘Temores’, cujo resultado final foi mais que satisfatório. O objectivo é inequívoco: ter um fio condutor profícuo a trazer o espectador às exibições, ao mesmo tempo que o instruímos com uma realidade distinta daquela que está habituado nas salas comerciais. Assim, fizemos uma selecção de cinema de índole nacional e internacional dentro da temática terror, fazendo com que o espectador tenha uma noção do cinema numa perspectiva bem mais ampla e não exclusivamente americana-comercial, reportando-nos ao mesmo tempo a uma temática não destinada a pretensos nichos. As obras programadas foram alvo de excelentes críticas e comentários do público, tendo participado nos mais prestigiados festivais de cinema, ficando assim lançado o repto de qualidade da programação cinematográfica definida em projecto.

Tendo noção que este ciclo será, de alguma forma, itinerante, realizará as suas sessões tanto no Polo II da Universidade de Coimbra, como no Polo III. Esta itinerância é fundamental para levar associações culturais como a nossa, refém de condicionalismo geográficos, a toda a comunidade estudantil. Tentámos equilibrar aquilo que definimos como essencial mostrar, com a noção da sensibilidade artística existente e proeminente nesses polos de estudo. Desta feita, conseguiremos também levar estudantes de outros polos ou institutos a estas zonas académicas tão pouco explorada no plano das actividades culturais
fora do âmbito do que ali se leciona. Apesar de não esquecermos que o escopo da maioria dos estudantes seja a sua formação académica, reiteramos a necessidade constante de o aproximar às mais variadas experiências artísticas. Sendo o cinema uma ‘arte nova’, dentro da história geral da arte, tornar-se-á mais acessível para aqueles que pretendem a colocar as noções de estética e beleza (isto de uma forma superficial ao comum cinéfilo) à luz de conceitos revistos da arte e do cinema. ‘Temores II’, será então a possibilidade de todos assistirem a uma mostra internacional de cinema de horror, distinta desde logo pela sua programação.

temores2

PROGRAMAÇÃO

TAXIDERMIA– 2006 – 91’
Este filme acompanha três gerações de homens de uma mesma família húngara. Três seres aparte, cada um deles com uma estranha relação com o seu próprio corpo. Vendel Morosgoványi é um militar de baixa patente que exterioriza as suas necessidades sexuais da melhor (e mais original) forma que pode, vivendo numa ansiedade obsessiva na quinta do
seu superior. O seu filho, Kálmán Balatony rendeu a sua compulsão por comida em concursos internacionais. Do seu casamento com Gizi Aczél, também ela uma campeã de comida, nasce Lajos, um escanzelado taxidermista, condenado a cuidar o seu pai imóvel e dos seus três gatos.

LES YEUX SANS VISAGE – 1960 – 88’
Nos arredores de Paris, Dr. Génessier é um cirurgião brilhante e famoso que se sente tremendamente  responsável pelo terrível acidente de carro onde a sua filha, Christiane, saiu desfigurada. Ajudado pela sua assistente, Louise, o cirurgião rapta jovens mulheres para remover-lhes o rosto e enxertar na cabeça da sua amada filha, que usa uma mascara moldada à cara onde a única forma de comunicar é através dos olhos que praticamente não piscam. As jovens mulheres acabam por morrer, não obstante do falhar do seu projecto. No entanto, Dr. Génessier está longe de cruzar os braços, custe as vidas que custar.

Kimyô na sâkasu – 2005 – 108’
“Kimyô na Sâkasu” (“Estranho Circo”) é um filme perturbador, doentio, bizarro, mas também absolutamente original de Shion Sono. As atuações, a direção e a fotografia são magníficas e o roteiro ousado é imprevisível, tem muitos pontos de viragem no seu argumento, sendo por vezes inconclusivo. O diretor de escola abusa sexualmente de sua filha, Mitsuko, após esta o ter surpreendido a fazer sexo com sua mãe. Sayuri, a mãe, por sua vez, testemunha o abuso e passa a sentir ciúmes de sua filha. O protagonista agora passa a ter relações com ambas, enquanto a família se vai deteriorando pelo incesto, suicídio e homicídio.

Ti piace Hitchcock? – 2005 – 93’
Numa visita ao videoclube de seu bairro, Giulio ouve uma conversa entre duas mulheres, Sasha e Federica. Aparentemente, elas conversam sobre o filme Pacto Sinistro (1951), de Alfred Hitchcock. Giulio não se percebe que as duas se seduzem e trocam números de telefone. Ao chegar em casa, ele descobre que Sasha mora num apartamento do outro lado da
rua e testemunha uma discussão entre esta e a sua mãe. No dia seguinte, a mãe de Sasha é encontrada morta. Giulio acredita ter descoberto uma conspiração e inicia uma investigação que irá deixá-lo à beira da loucura.

CARRIE – 1976 – 98’
Carrie é um filme norte-americano de terror, lançado em 1976 e dirigido por Brian De Palma. É baseado no romance homónimo de Stephen King. Carry White uma jovem que não faz amigos em virtude de morar em quase total isolamento com a sua mãe, que é uma pregadora religiosa que se torna cada vez mais tresloucada. Carrie sempre foi menosprezada
pelos seus colegas, sem dar a oportunidade a ninguém de saber os poderes paranormais que a jovem possui e muito menos de sua capacidade vingança quando fica repleta de ódio.

Akmareul boatda – 2010 – 141’
Numa noite de neve, a sua mais recente vítima é a atraente Ju-Yeon, filha de um chefe da polícia reformado e noiva de Soo-hyun, um agente especial de elite. Sedento de vingança, Soo-hyun decide perseguir o assassino mesmo que ao fazê-lo se torne também ele um monstro. E quando finalmente o consegue apanhar, entregá-lo às autoridades é a última coisa que lhe passa pela cabeça. A linha entre o bem e o mal desvanece-se neste diabólico e maquiavélico jogo do gato e do rato.

PEE MAK – 2013 – 115’
A teia do argumento gira em torno do casal amoroso e apaixonado, Mak e Nak, que sempre  fizeram de tudo para estarem um ao lado do outro enfrentado quaisquer obstáculos de forma surpreendente. Mak é muito ingénuo e cândido, dando origem ao filme a momentos cómicos, principalmente quanto à sua percepção do mundo paranormal. Já Nak é uma
mulher linda e com um ar misterioso, reservando com o seu rosto todos os segredos.

LOS OJOS DE JULIA – 2010 – 118’ 
Júlia, uma mulher que sofre de uma doença degenerativa nos olhos. Esta encontra a sua irmã gémea Sara, que se encontrava cega devido ao mesmo problema de saúde, enforcada na cave da sua casa. Apesar de tudo apontar para que se trate de suicídio, Júlia decide investigar o que lhe parece intuitivamente ter sido um homicídio, penetrando num mundo
obscuro que parece esconder uma misteriosa presença. À medida que Júlia começa a desvendar a terrível verdade acerca da morte da irmã, a sua visão vai-se deteriorando, até que uma série de mortes e desaparecimentos inexplicáveis se cruzam no seu caminho…

MARIA – 2014 – 23’
Quando a mulher morre durante o parto, Arsénio recorre a um ritual nefasto com a esperança de ter a filha que não chegou a conhecer.

DÉDALO – 2014 – 10’25’’
Dentro do Cargueiro/Refinaria Espacial DÉDALO, Siena tenta sobreviver a uma infestação de criaturas diabólicas. Uma curta-metragem com aspiração e inspiração de ficção cientifica e terror.

O BARÃO – 2011 – 105′
A história de um vampiro marialva que aterrorizava os habitantes duma região montanhosa. O Barão é um camaleão emocional. Tanto se apresenta dócil, ou irascível, um homem-javali, “uma pura besta”. Vive um amor aprisionado, dentro e fora de si. Um amor inatingível. Um ideal corrompido. Idalina, criada aristocrata paira pelo castelo…

Focus Group da série 4play

Qual é a tua opinião sobre a ficção portuguesa?! Estás saturado?? Queres ver coisas novas??! Então convidamos-te a vir assistir ao episódio piloto da 4Play. Queremos dar voz ao nosso público, queremos a tua opinião!

4Play é um jogo que Bruno, João e Lourenço criaram. Tem regras que obrigam à entreajuda para que todos se dêem bem. Carolina vive com eles essa aventura em que transformaram as suas vidas.

Noitadas em festa, regadas por bebida, uma boa dose de sexo fácil e descartável é aquilo em que se transformou o dia-a-dia dos quatro.

Não tem que enganar! Esta é a vida que vale a pena viver. Melhor?, só se lhe juntarem a FAMA. Por isso decidiram viver as suas vidas ao máximo e daí retirarem assunto para a série que vai mostrar a sua vida “Tal Como Ela É”.

FOCUS GROUP
A primeira parte do focus group irá consistir na visualização dos dois episódios já feitos da 4Play. Cada um com 24 min.

O objectivo da Frame Productions é perceber como é vista esta série pelos espectadores, perceber os aspectos bons da série, os que deveríamos mudar e saber qual a apreciação geral da mesma.

Manteremos o vosso nome em anonimato, querendo apenas conseguir uma amostragem qualitativa da série.

INSCRIÇÃO
Devido ao limite de lugares, precisamos que preenchas esta ficha de inscrição para garantires o teu. Não te esqueças de partilhar com os teus amigos, conhecidos e familiares!

Dia 9 de Abril, às 19h, no Mini-Auditório Salgado Zenha

4º Curso “Cinemalogia — Da Ideia ao Filme”

Mais de um século após a sua invenção, o cinema continua a ser a forma de expressão artística mais importante do mundo contemporâneo. A sua “linguagem” é hoje adoptada por toda uma série de meios de comunicação e expressão visual, influenciando não só os novos media, mas contagiando ou invadindo mesmo, também outras formas de manifestação artística tradicionais, da literatura à pintura, ou da dança à arquitectura.

De facto, apesar de todos os desenvolvimentos técnicos e artísticos através dos quais se foi permanentemente (re)inventando, o cinema constitui, independentemente do suporte em que é gravado ou do formato em que é exibido, um dos meios de expressão artística mais complexos que nos é dado a apreciar.
Arte-síntese, como já foi descrito, por incorporar técnicas e formas de expressão de todas as artes anteriores, o cinema ou “imagem em movimento”, constitui uma das manifestações artística mais expressivas, mas também das mais exigentes do ponto de vista criativo, precisamente por exigir o domínio de um sem número de conhecimentos técnicos e artísticos e o desenvolvimento de todo um conjunto de competências específicas.

Neste curso de iniciação à realização cinematográfica, pretende-se transmitir os principais conhecimentos e desenvolver as principais competências, quer do ponto de vista técnico, quer artístico, necessários à realização de um projecto cinematográfico, desde a concepção e desenvolvimento de uma ideia de ficção original à sua exibição numa sala de cinema, habilitando os formandos a produzirem uma curta-metragem, usando os conhecimentos de produção de vídeo digital conseguidos ao longo da formação.

O Curso, Cinemalogia — Da Ideia ao Filme, detém essencialmente um carácter prático, sem descurar a introdução de sólidos conhecimentos teóricos sobre a linguagem cinematográfica. É um projecto de formação em cinema, único na região centro, conseguindo albergar nos seus conteúdos programáticos as bases de toda a linguagem cinematográfica com uma rica contextualização histórica até à formulação de equipas e ao financiamento de projectos cinematográficos, aliando-se posteriormente ao desenvolvimento prático intensivo de uma curta-metragem por parte dos formandos e com a orientação especializada dos formadores.


Serão leccionados módulos nas tradicionais áreas de Argumento, Produção, Realização, Imagem, Som e Montagem sendo agrupados em quatro grandes blocos, correspondentes, grosso modo, às fases de realização de um filme:

 

 

 

 

 

Pré-produção;

    Mais informação e inscrições em

www.caminhos.info/cinemalogia

3ª Edição do Brevemente

O Centro de Estudos Cinematográficos e a Secção de Televisão da AAC organizam o Concurso Universitário de Design e Multimédia – Brevemente — com o intuito de:
— Estimular a criatividade nas comunidades dos países de língua oficial Portuguesa
— Descobrir novos valores no design e multimédia no meio académico;
— Estimular a exibição pública de trabalhos realizados por estudantes.

Além destes objectivos, a edição de 2013 do concurso Brevemente tem como pano de fundo o tema da XV edição da Semana Cultural da Universidade de Coimbra: “Ser de Água”. O trabalho que melhor reflectir este tema será distinguido com o “Prémio Semana Cultural da Universidade de Coimbra”.

Eis o programa para a cerimónia de entrega de prémios:

24 de Abril, 16:00, Museu da Ciência

— Apresentação da 3ª Edição

— Apresentação de Adriano Esteves (Burocratik):
    Brand Engineer. Um percurso atípico no design.

— Apresentação de José Bártolo (Escola Superior de Artes e Design):
    Geração Z. Um olhar sobre o jovem design português.

— Cerimónia de Entrega de Prémios

— Exibição dos Trabalhos Vencedores.

23:00,  Aqui Base Tango

— After-party do Concurso no bar Aqui Base Tango  com projecção dos trabalhos vencedores e actuação do DJ Le Magnifique Masu.