Centro de Estudos Cinematográficos

Crónica do Festival – Parte IV

A chu­va pela cida­de de Coim­bra não dis­su­a­diu o públi­co do Fes­ti­val Cami­nhos que, na ses­são de ontem de “Vita­li­na Vare­la”, se mos­trou recep­ti­va à pre­sen­ça de Leo­nar­do Simões, direc­tor de foto­gra­fia do fil­me. O habi­tu­al cola­bo­ra­dor de Pedro Cos­ta — dis­tin­gui­do há um par de dias com o pré­mio de Melhor Foto­gra­fia do Fes­ti­val Gijón — par­ti­ci­pou numa ses­são de per­gun­tas do públi­co após o fil­me, escla­re­cen­do alguns por­me­no­res acer­ca dos bas­ti­do­res da sua ima­gé­ti­ca. Um diá­lo­go que ser­ve enquan­to exem­plo de como o Fes­ti­val Cami­nhos per­mi­te cri­ar pon­tes entre os espec­ta­do­res defron­te o ecrã os artis­tas por detrás das câma­ras. E após tal dia melan­có­li­co cujo cli­ma plu­vi­o­so acen­tu­ou o carac­ter con­tem­pla­ti­vo do cine­ma de Pedro Cos­ta, os Cami­nhos de hoje pro­me­tem apres­sar o pas­so com tons mais ani­ma­dos. Aliás, é pre­ci­sa­men­te uma obra de ani­ma­ção que abre este dia: “O Pecu­li­ar Cri­me do Estra­nho Sr Jacin­to” que, após a sua estreia no Cina­ni­ma em Espi­nho, che­ga a Coim­bra às 15h no TAGV. Tra­ta-se de uma cur­ta-metra­gem assi­na­da por Bru­no Cae­ta­no já há mui­to aguar­da­da, dado que a téc­ni­ca do stop-moti­on a que recor­re tem caí­do algo em desu­so, tor­nan­do-se cada vez mais refres­can­te rever este arti­fí­cio de ani­ma­ção. Como pon­to de con­tem­po­ra­nei­da­de, a nar­ra­ção des­ta cur­ta de temá­ti­ca eco­ló­gi­ca está a car­go de Sér­gio Godi­nho.

Sai­ba mais na seguin­te liga­ção: Cró­ni­ca do Fes­ti­val – Par­te IV.